Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Webber não quer ordens de equipe para ser vice-campeão em Interlagos

Com o título do Mundial de Fórmula 1 já nas mãos de Sebastian Vettel, a principal atração do Grande Prêmio do Brasil, neste domingo, é a disputa pela segunda colocação. O australiano Mark Webber, que briga pelo vice-campeonato com o britânico Jenson Button e o espanhol Fernando Alonso, precisa de um bom resultado em São Paulo, mas descartou utilizar ordens de equipe para subir na classificação da prova.

‘Eu não quero nenhuma ajuda e espero uma corrida normal, só isso’, disse Webber, nesta quinta-feira em Interlagos. Atualmente, o australiano é o quarto colocado do Mundial, com 233 pontos, 18 a menos do que Jenson Button, favorito a ficar com o vice-campeonato da temporada.

A favor do australiano em Interlagos contam o retrospecto e o bom desempenho da Red Bull no circuito paulistano. Vencedor da prova em 2009, Webber chegou na segunda colocação no ano passado e viu seu companheiro Sebastian Vettel no lugar mais alto do pódio, resultado importante para o que o alemão pudesse brigar pelo título no GP de Abu Dhabi, última prova de 2010.O favoritismo da escuderia austríaca em Interlagos é tanto que os principais rivais, Ferrari e McLaren, apontam a Red Bull como provável vencedora da prova deste domingo.

‘Espero que eles estejam certos, mas não sei por que estão tão pessimistas para a corrida. Não há nenhuma garantia, vimos em Abu Dhabi que coisas podem acontecer, mas a chance de irmos bem é bastante grande. Tenho grandes memórias gosto de correr aqui, quase sempre tem sido muito bom’, explicou o australiano.

Outro fator que agrada Webber em Interlagos é a atmosfera criada pelos torcedores. Comparando o GP do Brasil com provas novas no calendário, como em Abu Dhabi, Índia e Coreia do Sul, o piloto da Red Bull exaltou o clima existente nas corridas paulistanas.

‘Gosto de correr na frente dos fãs brasileiros porque eles amam Fórmula 1, é paixão à moda antiga, por causa de [Nelson] Piquet e Ayrton [Senna], você pode ver nos olhos deles’, afirmou. ‘Você pode construir um circuito novo, mas não comparar a atmosfera’, completou. &emsp