Clique e assine a partir de 9,90/mês

Waldemar rejeita apelido de meia do Timbu: ‘Não vou chamar de Cascata’

Por Da Redação - 19 jan 2012, 15h36

Waldemar Lemos possui um jeito muito particular de ver o futebol. De acordo com o treinador do Timbu, um jogador importante como o meia Cascata não pode ter um apelido como esse. Após a partida, o técnico falou bastante a respeito do comportamento do jogador ‘Givanildo’, que ninguém conhecia.

‘O Givanildo é um jogador muito importante para a gente. Ainda está fazendo uma adaptação, mas possui uma boa qualidade e continuará sendo aproveitado no meio-campo’, afirmou Waldemar. Após os olhares interrogativos dos repórteres presentes na coletiva de imprensa após a vitória por 2 a 0 sobre o Petrolina, explicou quem era o tal ‘Givanildo’ autor de um dos gols.’Não acho que um jogador tão importante e com tanta qualidade técnica deva ser chamado assim. Não me agrada chamá-lo de Cascata, é um apelido até pejorativo. Não vou chamar de Cascata, vou chamar de Antônio Givanildo, que é seu nome’, analisou Waldemar Lemos.

O próprio jogador se surpreendeu com a nova denominação e reconheceu que gosta de ser chamado de Cascata. A’té estranhei quando ele me chamou pelo nome, mas estou me acostumando. Sempre me chamaram de Cascata, acho até que prefiro assim. Mas não vejo problema nenhum’.

Publicidade