Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Wagner vibra com primeiro gol pelo Flu, mas não digere empate

O Fluminense ficou perto de terminar a segunda rodada do Campeonato Brasileiro com 100% de aproveitamneto ao lado de Botafogo, Vasco e Atlético-MG. No entanto, os tricolores acabaram tropeçando no Figueirense, no fim de semana, dentro do estádio do Engenhão. O meio-campista Wagner lamentou o resultado e afirmou que a equipe teve a chance de garantir os três pontos durante os 90 minutos, mas faltou sorte.

‘Infelizmente, o resultado final não foi aquele que esperávamos, mas isso é até importante para o amadurecimento do grupo. Tínhamos o jogo nas mãos e não ampliamos o placar. Que fique de lição, pois outros jogos parecidos como este estão por vir no Campeonato Brasileiro. Temos que matar para não ser surpreendido’, disse o suplente de Deco

Wagner marcou o segundo gol do Fluminense no empate por 2 a 2 com o Figueirense, seu primeiro com a camisa tricolor. O jogador ressaltou que ficou feliz por marcar, mas sabe que pode melhorar o rendimento: ‘Fico feliz pelo gol, mas não é uma alegria plena. Preferia sair com a vitória do Engenhão. Nem sempre as coisas saem como a gente pensa. Estou me sentindo muito bem dentro de campo e espero que este seja o início de uma trajetória boa no Campeonato Brasileiro. Para isso, é preciso continuar trabalhando com o mesmo empenho e encarar cada jogo como uma final’.

O meia fez questão de elogiar a postura da torcida durante a partida deste domingo. Wagner lembrou que os tricolores presentes no Engenhão incentivaram a equipe durante toda a partida. O jogador espera, ainda, poder ajudar o Fluminense a voltar ao rumo das vitórias.

‘Os torcedores não nos vaiaram nunca, eles viram nosso sacrifício. A partida valeu pela nossa dedicação e temos que nos conformar com o empate, principalmente tendo um a menos em campo. Temos que seguir jogo a jogo e uma hora a sorte vai voltar a sorrir para nós’, encerrou, em tom otimista.