Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Wada dá aval ao laboratório do Rio

Depois de vistoriar as instalações, a agência mundial antidoping cancelou a suspensão do laboratório da UFRJ

A agência mundial antidoping, Wada, anunciou que o laboratório para controle de doping no Rio de Janeiro será usado na Olimpíada. No dia 24 de junho, ele havia recebido uma suspensão de seis meses depois de um erro na análise de uma amostra. A agência, no entanto, fez uma inspeção no local nos dias 5, 6 e 7 deste mês e decidiu dar o aval antes do início dos jogos. Caso contrário, as amostras de urina e sangue teriam de ser enviada para fora do país, o que implicaria em alto custo. “Os atletas podem estar certos de que as análises das amostras foram consistentes ao longo do período de suspensão e assim permanecerão durante os jogos”, afirmou em nota o diretor-geral da Wada, Olivier Niggli.

Leia mais: Laboratório antidoping do Brasil será usado na Olimpíada

Serão 300 profissionais trabalhando no laboratório a partir do dia 24 de julho, quando a vila olímpica vai ser aberta. Nessa equipe estão incluídos 89 técnicos de outros laboratórios credenciados pela Wada no mundo. A decisão é um alivio para o Brasil, que firmou o compromisso de ter um laboratório de ponta no caderno de encargos olímpicos. A estrutura tem 5.000 metros quadrados de área útil e fica dentro da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O prédio e os equipamentos custaram 188 milhões de reais, investidos pelo governo federal.