Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Vozes do Futebol: a formação de jogadoras no Ceará

Há 12 anos, Francisco Chagas criou um projeto que desenvolve o futebol feminino

Por Da redação Atualizado em 18 abr 2018, 18h22 - Publicado em 5 abr 2018, 13h01

Ainda em Fortaleza, quinta cidade da Expedição Vozes do Futebol, projeto de VEJA em parceria com a Mercedes-Benz – que busca grandes histórias e personagens sobre a maior paixão nacional – o repórter Alexandre Senechal conversou com Francisco Chagas, ex-jogador que comanda o projeto Associação Menina Olímpica, o AMO, para formação de atletas para o esporte.

  • Em um gramado da URBFor (Autarquia de Paisagismo e Urbanismo de Fortaleza), Chagas falou da criação do projeto em 2006, quando não existia formação para jogadoras no Ceará por causa do “machismo que impedia o futebol feminino de se desenvolver”. Hoje, 115 mulheres participam do AMO e 13 já foram convocadas para as seleções brasileira de base. Neste ano, há uma parceria com o Ceará Sporting Club para representar o clube no campeonato brasileiro feminino, por exigência de patrocinadores e CBF.

    Gabi Neymar, Katrine Costa, Fátima Dutra e Amandinha, esta última quatro vezes eleita melhor jogadora do mundo de Futsal, passaram pelo AMO nesses 12 anos de projeto. Veja a entrevista completa com Francisco Chagas:

    A Expedição Vozes do Futebol percorrerá 8.702 quilômetros de estradas ao longo de 40 dias, passando pelas cinco macro-regiões do país e por quinze Estados, visitando dez cidades, para mostrar o impacto do esporte mais praticado no mundo na vida de brasileiros com perfis completamente distintos.

    Continua após a publicidade
    Publicidade