Clique e assine com 88% de desconto

Vôlei promete boas disputas e muita rivalidade nos Jogos Olímpicos de Londres

Por Da Redação - 26 jul 2012, 17h12

Londres, 26 jul (EFE).- O vôlei, que estreia nos Jogos Olímpicos de Londres neste sábado, promete ser uma das categorias mais disputadas do evento, no feminino, com a seleção brasileira buscando o bicampeonato, e no masculino, com a equipe de Bernardinho lutando para recuperar a hegemonia mundial.

O time masculino conta com cinco campeões olímpicos de 2004, Giba, Serginho, Rodrigão, Dante e Ricardinho, além de incorporar jovens talentos da nova geração, elevando a média de altura da equipe que é vista como favorita mesmo após os recentes resultados ruins.

O técnico Bernardinho aproveitou a Liga Mundial para fazer diversos testes. No campeonato, a equipe não conseguiu se firmar e teve altos e baixos, terminando na sexta colocação.

Um dos fatores que causaram a instabilidade da equipe brasileira durante a Liga Mundial foi o retorno do levantador Ricardinho, que em 2007 foi desligado da Seleção logo após ser eleito o melhor jogador da posição no ano.

Publicidade

Os atuais campeões olímpicos da categoria são os Estados Unidos e Polônia, que foi campeã da Liga Mundial vencendo justamente a equipe americana.

Estados Unidos e Brasil, aliás, se enfrentarão logo na primeira fase da competição, já que ambos estão no Grupo B ao lado de Rússia, Sérvia, Alemanha e Tunísia.

Já a seleção da Polônia está no Grupo A ao lado de Itália, Bulgária, Argentina, Austrália e da anfitriã, Grã-Bretanha.

Na competição feminina, as previsões apontam para a repetição da final de 2008 quando o Brasil sagrou-se campeão ao derrotar a equipe dos Estados Unidos.

Publicidade

Porém, os papéis se inverteram e as brasileiras não são mais vistas como favoritas, já que a equipe americana chega muito forte à competição após vencer com folga as três últimas edições do Grand Prix.

A seleção brasileira, que está no Grupo B, medirá forças com a China, Coreia do Sul, Sérvia, Turquia e Estados Unidos.

Já o Grupo A é formado por Itália, Japão, Rússia, Argélia, Reino Unido e República Dominicana, que participa dos Jogos Olímpicos pela segunda vez na história.

A equipe da República Dominicana, aliás, foi responsável por eliminar a histórica Cuba, única seleção entre as dez melhores do mundo, tanto no masculino quanto no feminino, que não conseguiu classificação para os Jogos. Os cubanos não ficavam fora dos Jogos Olímpicos desde 1988.

Publicidade

Todas as partidas, tanto as masculinas como as femininas, serão realizadas na Earls Court Arena, um ginásio situado no centro de Londres e que tem capacidade para 12.500 pessoas. Este será o único recinto que também foi utilizado nos Jogos Olímpicos de 1948.

Os quatro melhores de cada grupo avançam as quartas de final, que serão disputadas em partidas únicas.

As meninas estreiam contra a seleção da Turquia, no sábado, às 18h (horário de Brasília). Os homens estrearão no domingo, no mesmo horário, encarando a seleção da Tunísia. EFE

Publicidade