Clique e assine a partir de 8,90/mês

Villas-Boas julga atual chefe mais comprometido do que Abramovich

Por Da Redação - 15 jul 2012, 11h28

O técnico André Villas-Boas não parece interessado em manter boas relações no seu antigo emprego, em Stanford Bridge. Em entrevista ao jornal inglês ‘The Independent’, o atual treinador do Tottenham declarou que ficou impressionado com a forma como o clube do norte de Londres é conduzido, usando o Chelsea, clube do qual foi demitido após menos de um ano de trabalho, como referência.

‘Desde que eu conheci o presidente fiquei impressionado pela maneira como ele comanda seu negócio. Ele é uma pessoa que sabe o que está fazendo, tem a compreensão de futebol e quer construir alguma coisa. Ele está envolvido em uma base diária com o seu conhecimento. Essa é a principal diferença’, avaliou.

Aos 34 anos, o treinador português assinou contrato com o clube comandado por Daniel Levy pelas próximas três temporadas e afirmou que, embora não imaginasse voltar tão rapidamente ao comando de um clube inglês, escolheu os ‘Spurs’pela tradição que o clube detém.’Não estava em minha mente a voltar tão depressa. O Tottenham está cheio de tradição e é isso que tenho que fazer, admirar. O Chelsea também tem uma tradição grande, mas mudou drasticamente desde 2003, quando o clube foi comprado’, disse.

André Villas-Boas foi demitido pelo russo Roman Abramovich em março de 2012, após oito meses à frente dos ‘Blues’, decisão que irritou o treinador português. Mesmo com a troca de comando durante a temporada, a equipe londrina conquistou o título mais disputado da Europa: a Liga dos Campeões.

Continua após a publicidade
Publicidade