Clique e assine a partir de 8,90/mês

Vila Olímpica abre as portas aos atletas

Por Da Redação - 16 jul 2012, 20h11

A Vila Olímpica dos Jogos de Londres abriu suas portas aos primeiros atletas que chegaram à capital britânica, nesta segunda-feira, a 11 dias do início das competições.

O Aeroporto de Heathrow, que já está praticamente saturado em tempos normais, recebeu cerca de 237 mil passageiros apenas nesta segunda-feira, entre eles mais de mil membros da “família olímpica”, incluindo atletas, jornalistas ou dirigentes.

Os atletas da equipe de vela dos Estados Unidos e de canoagem da Itália foram os primeiros entre os 350 que desembarcaram nesta segunda-feira a posar para os fotógrafos .

Centenas de voluntários acolheram as delegações para encaminhá-las à Vila Olímpica de Stratford, no leste de Londres.

Marleen van Iersel, jogadora de vôlei de praia holandesa, ficou encantada com a organização. “Desde que saímos do avião, sempre teve alguém para nos ajudar”, elogiou.

Já o americano Kerron Clement, bicampeão mundial dos 400 metros com barreiras, reclamou bastante da duração do trajeto de ônibus até a Vila. “Já faz quatro horas que estamos rodando. Não é uma boa primeira impressão de Londres”, lamentou.

Continua após a publicidade

Na Vila Olímpica, os primeiros a chegar foram acolhidos com bandeiras nas cores dos seus países nas varandas.

Dos 10.490 atletas inscritos para os Jogos, a grande maioria será hospedada nos 2.818 apartamentos da Vila, divididos em onze blocos residenciais.

Outra estrutura importante iniciou suas atividades nesta segunda-feira, o laboratório responsável por realizar os exames antidoping, que terá mais de mil pessoas trabalhando 24 horas por dia.

No total, mais de 5.000 amostras serão analisadas durante estes Jogos e cerca da metade dos atletas, submetidos aos controles antidoping.

No entanto, o assunto mais sensível continua sendo a segurança, com os problemas da empresa G4S, que levaram o Exército a mobilizar 3.500 soldados de última hora.

Os londrinos também estão preocupados com a chuva, que nunca caiu tanto na cidade nesta época. Mesmo assim, o prefeito Boris Johnson disse ter certeza de que o mau tempo “não afetará a grande festa do esporte”.

Continua após a publicidade
Publicidade