Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vidal bateu Ferrari embriagado e ameaçou policial – mas está liberado para jogar

Astro chileno se envolveu em acidente durante folga da seleção que disputa a Copa América em casa

O acidente automobilístico envolvendo o astro da seleção chilena e artilheiro da Copa América, Arturo Vidal, dominou o noticiário no país que sedia a competição nesta quarta-feira. O volante da Juventus bateu sua Ferrari, modelo 458 Italia, que no Brasil custa quase 2 milhões de reais, nos arredores de Santiago ao voltar de um cassino com a mulher e foi detido depois que um teste de bafômetro constatou que estava sob efeito de álcool no momento da batida.

O jogador convocou entrevista nesta tarde e chorou ao admitir seu erro. “Ontem fui ao cassino e tomei duas bebidas e depois tive um acidente. Pus em risco a minha vida, da minha mulher e de muitas pessoas. Estou muito arrependido disso e quero agradecer as pessoas que me apoiaram. Quero me desculpar com meus companheiros e com todo o país”.

O acidente virou questão de Estado e até a presidente Michele Bachelet se pronunciou sobre o caso. Vidal foi liberado pela polícia na manhã desta quarta, mas teve sua licença para dirigir suspensa. Um vídeo exibido pelo jornal chileno La Tercera complicou ainda mais o jogador: nas imagens, há o áudio de Vidal ameaçando um policial antes de ser algemado.

LEIA TAMBÉM:

A Ferrari 458 Itália chegou ao Brasil em 2010. Veja imagens do modelo

Astro do Chile, Vidal bate Ferrari e não passa no bafômetro

Chile vence Equador na abertura da Copa América

México ‘B’ empata com o Chile na Copa América

“Vai me algemar?”, pergunta Vidal ao policial, que pede que o jogador “não dificulte as coisas”. Neste momento, Vidal apela para sua condição de ídolo nacional. “Então me algeme, mas vai prejudicar todo o Chile”. Dois exames realizados durante a madrugada comprovaram que Vidal tinha 1,21g de álcool por litro de sangue. Apesar disso, o Juizado de San Bernardo decidiu dar uma pena branda ao jogador. A punição divide-se em duas: suspensão imediata da carteira de habilitação e obrigação de apresentar-se mensalmente no consulado chileno, em Milão.

Vídeo: saiba como anda a Ferrari 458 Italia

De acordo com o Ministério de Transportes e Telecomunicações chileno, a pena mínima para casos deste tipo seria de dois anos de suspensão da carteira de habilitação. Um atenuante no caso é que não houve graves feridos em consequência da embriaguez de Vidal ao volante. O acidente destruiu a Ferrari 458 Italia, que tem 570 cavalos e chega aos 100 km/hora em pouco mais de 3 segundos, mas ele sofreu apenas escoriações leves e sua mulher teve uma luxação no cotovelo.

O técnico da seleção chilena, Jorge Sampaoli, perdoou o jogador. “Vidal cometeu um erro que não é determinante a ponto de excuí-lo da seleção”. Até a presidente Michele Bachelet falou sobre o tema. “Estou contente que não tenha ocorrido nada grave com ele, nem com sua mulher, nem com o outro condutor”, afirmou, no Palácio da Moeda, a sede do governo chileno. Perguntada sobre a possibilidade de Vidal não atuar diante da Bolívia nesta sexta-feira, Bachelet disse que “esta é uma decisão que não corresponde à presidente da República”.

O acidente – A batida aconteceu na noite de terça, quando Vidal voltava com a mulher de um cassino. O jogador aproveitava a folga do Chile depois do empate em 3 a 3 com o México na segunda-feira. Outro carro se envolveu na batida, mas ninguém ficou ferido com gravidade. Vidal deveria se reapresentar na concentração chilena às 23h.

No início da madrugada de quarta, Vidal compartilhou em sua conta no Twitter um vídeo. “Hoje tive um acidente de trânsito. Não foi culpa minha. Eu estou bem, minha família está bem e obrigado por tudo”, escreveu o atleta. Vidal não mencionou sua detenção na gravação. Ele é o artilheiro da Copa América, com três gols.

Ferrari de Arturo Vidal ficou parcialmente destruída com a batida Ferrari de Arturo Vidal ficou parcialmente destruída com a batida

Ferrari de Arturo Vidal ficou parcialmente destruída com a batida (/)