Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vice santista foca em Alex Silva e reclama da pedida de Zé Roberto

O zagueiro Alex Silva já chegou a ser descartado pela diretoria do Santos, após uma pedida salarial elevada. Mas, com a retomada das negociações e o prazo para a inscrição de jogadores na Copa Libertadores da América se encerrando na próxima segunda-feira, o vice-presidente santista, Odílio Rodrigues, admitiu que a contratação do defensor passou a ser a prioridade do clube no momento.

Em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.Net, o presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro já havia reconhecido que Alex Silva possivelmente seria o último reforço da equipe para a primeira fase da Libertadores. Os laterais Fucile e Juan já foram contratados pelo Peixe.

No aguardo de um posicionamento do Flamengo, dono dos direitos federativos do zagueiro, a cúpula alvinegra espera uma resolução rápida do assunto. ‘Eles (dirigentes rubro-negros) queriam conversar com o Joel Santana (técnico flamenguista) primeiro. Estamos aguardando uma liberação do Flamengo. Se isso acontecer, avançamos a negociação. Até porque, ele é a nossa primeira opção. Estamos focados na vinda do Alex Silva’, afirmou Rodrigues.

O Santos já possui um acordo financeiro com Alex Silva, referente ao valor dos salários e das luvas que serão pagas ao atletas. A negociação só não foi fechada ainda porque o Flamengo não decidiu se irá pedir uma compensação financeira ao time da Vila Belmiro ou se irá solicitar a inclusão de um jogador santista na transação.

‘A nossa prioridade é concluir o empréstimo sem o envolvimento de nenhum atleta nosso. Agora, além de pagar os salários do Alex, temos que saber qual é o tipo de retorno financeiro que o Flamengo pretende obter. Se o Flamengo liberar o jogador, nós vamos pagar os salários e a compensação financeira a ser combinada. Em um primeiro momento, nós não pensamos em outra forma de negociação. Se eles quiserem envolver jogadores na transferência, vamos ter que pensar’, comentou o vice-presidente santista.

Já sobre Zé Roberto, Odílio Rodrigues reiterou, após a coletiva de apresentação do uruguaio Fucile, o que havia sido levantado por Luis Álvaro à reportagem da GE.Net. O Peixe aguarda o fim dos trâmites envolvendo a rescisão do veterano meia com o Al Gharafa (Qatar), antes de dar prosseguimento às negociações.

Porém, Odílio contou que os valores citados pelos agentes do jogador, nos primeiros contatos com Zé Roberto, assustaram a direção santista. ‘A vinda do Zé Roberto, se acontecer, deve ser apenas para a segunda fase da Libertadores. É uma contratação difícil, pois o Santos precisa esperar acabar a rescisão dele com o Al Gharafa para voltar a conversar com o seu representante. Entretanto, as primeiras pretensões salariais dele podem atrapalhar qualquer negociação. O procurador dele acenou com um valor que achamos muito alto. Neste nível financeiro, acredito ser totalmente impossível a vinda do Zé Roberto’, encerrou.

Com 37 anos de idade, Zé Roberto declarou em algumas oportunidades que o deu desejo era voltar a vestir a camisa santista, onde brilhou entre 2006 e 2007, conquistando o título paulista pelo clube no último ano. Se os pontos divergentes forem resolvidos e o experiente meia contratado, Zé Roberto seria o principal reforço alvinegro para a atual temporada, no ano que marca o centenário do Santos.