Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vice-Presidente de Comitê de Tóquio-2020 renuncia ao cargo

Akio Toyoda, presidente da Toyota, disse que sua saída é, principalmente, uma forma de dar apoio e estreitar as relações com o empresariado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016

O presidente da Toyota, Akio Toyoda, anunciou nesta segunda-feira sua renúncia do cargo de vice-presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Ele era um dos seis vice-presidentes da entidade, que inclui membros do governo do Japão e do Comitê Olímpico do país. O empresário japonês de 59 anos disse que sua saída do Comitê servirá principalmente para priorizar as relações empresariais com os organizadores das Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

“Creio que é de vital importância que o Comitê Organizador e as empresas japonesas reforcem sua colaboração com os Jogos Olímpicos do Rio 2016. Por isso decidi reorganizar minhas tarefas e intensificar meus esforços para apoiar a comunidade empresarial, visando realizar bons Jogos Olímpicos em 2020”, afirmou Toyoda.

Ele também disse que seu cargo como organizador das Olímpiadas poderia ser mal visto e interpretato como conflito de interesses, já que a Toyota é uma das patrocinadoras dos Jogos e está em constante relação com o empresariado.

Leia também:

Designer belga acusa Tóquio-2020 de plagiar logotipo

Tóquio lança logos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020

Pequim é eleita sede dos Jogos de Inverno de 2022

Sucessor – Kazuhiro Tsuga, presidente da Panasonic, outra gigante empresa japonesa e também patrocinadora, assumirá o cargo de Toyoda no Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio e deve ser anunciado oficialmente nos próximos dias.

(Com Gazeta Press e Estadão Conteúdo)