Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Vice elogia, mas diz que Santos não cogitou troca de Ganso por Montillo

Por Da Redação 15 jan 2012, 16h32

Em conflito com a diretoria do Santos, o meia Paulo Henrique Ganso sempre destacou em suas mais recentes declarações o desejo de continuar na Vila Belmiro. Mas, para a diretoria do Peixe, uma possível troca envolvendo o seu camisa 10 com o meia argentino Montillo, do Cruzeiro, seria interessante. Tanto que o vice-presidente santista, Odílio Rodrigues, elogiou a hipotética negociação envolvendo os dois atletas.

‘Seria interessantíssimo. Mas o Cruzeiro está tentando manter o Montillo. Além disso, essa é uma ideia que a gente não trabalhou. Respeitamos a decisão do Cruzeiro que tem sido de manter o jogador’, disse Odílio, em entrevista à Rádio Jovem Pan, relembrando que o argentino teve propostas de Corinthians e São Paulo para deixar a Toca da Raposa.

Já em relação a Ganso, a falta de sintonia do meio-campista com a cúpula alvinegra ficou mais evidente quando o atleta aceitou a proposta do grupo DIS por 10% de seus direitos econômicos.

Notificado oficialmente por Paulo Henrique Ganso sobre o interesse da empresa, inimiga da direção do Santos, o clube não exerceu a prioridade sobre os direitos do jogador, facilitando o acordo do meia com a DIS.

Só que, mesmo após essa polêmica, o Peixe destacou que pode discutir a renovação contratual do camisa 10, caso haja interesse de Ganso em um plano de carreira. O novo vínculo incluiria, dentre outros pontos, um substancial aumento dos vencimentos mensais do atleta.

Apesar disso, Odílio Rodrigues negou que uma reunião tenha sido marcada com o maestro santista para discutir o assunto. ‘Ele tem contrato a ser cumprido, se apresenta dia 19 (data da volta aos trabalhos do time titular alvinegro) e vai fazer as atividades normalmente. Não tem nenhuma mudança à vista. Ele tem que jogar, cumprir contrato e a evolução dos fatos vai mostrar se precisa de um acerto ou não’, concluiu.

Continua após a publicidade
Publicidade