Clique e assine com até 92% de desconto

Vettel vence o GP da Itália e pode ser campeão em Cingapura

Por Da Redação 11 set 2011, 10h28

O alemão Sebastian Vettel segue demonstrando seu domínio na Fórmula 1. Neste domingo, ele conquistou com tranquilidade o Grande Prêmio da Itália, disputado no circuito de Monza, e pode sagrar-se bicampeão do Mundial já na próxima prova, o GP de Cingapura, com cinco corridas de antecedência. O britânico Jenson Button e o espanhol Fernando Alonso completaram o pódio.

Vettel chegou a perder a posição para o ferrarista na largada, mas recuperou o posto ainda na quinta volta da corrida e liderou todo o restante da prova com tranquilidade. Foi a 18ª vitória da carreira do alemão, que lidera a temporada e defende o título do Mundial.

Entre os brasileiros, o destaque foi Bruno Senna, que marcou seus primeiros pontos na Fórmula 1. Em sua segunda corrida pela Lotus Renault, o sobrinho do tricampeão mundial ficou na nona colocação. Já Felipe Massa envolveu-se em acidente com o australiano Mark Webber, rodou, e terminou a prova na sexta posição. Rubens Barrichelo ficou em 12 .

A temporada da F-1 é liderada por Vettel, que soma 284 pontos no ano, seguido por Fernando Alonso, com 172. A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 é o Grande Prêmio de Cingapura, no dia 25 de setembro, em que o alemão pode sagrar-se campeão. Para isso, precisa abrir mais 13 pontos de vantagem sobre o segundo colocado.

A prova – O início do Grande Prêmio da Itália foi repleto de emoções. O espanhol Fernando Alonso realizou largada espetacular e ganhou três posições antes da primeira curva assumindo a ponta, para delírio dos fãs da Ferrari nas arquibancadas de Monza.

No pelotão intermediário, um acidente na primeira volta causou a entrada do safety car. O italiano Vitantonio Liuzzi escapou pela grama e não controlou sua Hispania, que entrou de lado na chicane e acertou em cheio o carro do russo Vitaly Petrov, que fazia a curva em baixa velocidade. Nico Rosberg também foi atingido e teve que abandonar a prova.

As emoções voltaram quando o carro de segurança retornou aos boxes, na quinta volta. Duelando pela quinta posição o australiano Mark Webber e Felipe Massa se tocaram, fazendo o brasileiro rodar e cair na classificação. O piloto da Red Bull seguiu na pista, mas, com o bico do carro danificado, bateu forte na volta seguinte.

Continua após a publicidade

Já Sebastian Vettel conseguiu grande ultrapassagem sobre Alonso para recuperar a ponta. O alemão aproveitou a maior velocidade de sua Red Bull na saída da curva de Lesmo, por conta do pouco espaço deixado pelo espanhol colocou duas rodas na grama e ganhou a primeira posição.

Na briga pela terceira colocação, Michael Schumacher e Lewis Hamilton protagonizaram grande disputa, com os dois pilotos trocando de posição na 13volta. Quem se beneficiou do duelo foi Jenson Button, que aproveitou para ultrapassar ambos e assumir o terceiro posto da classificação.

Os pilotos do primeiro pelotão começaram a ir aos boxes para a primeira troca de pneus na 16volta, com Schumacher inaugurando a fila. A Mercedes trabalhou bem e colocou o alemão à frente de Hamilton mais uma vez, mas o britânico realizou a ultrapassagem e ficou com a quarta posição.

Massa retornou dos boxes na sexta colocação, com vantagem confortável sobre o mexicano Sergio Pérez, mas longe demais de Schumacher para brigar pelo sexto posto.

Button seguiu na prova com bom ritmo e conseguiu se aproximar de Alonso após o segundo pit stop. O britânico aproveitou a maior velocidade final de sua McLaren e realizou a ultrapassagem na 36volta, assumindo a vice-liderança. O espanhol ainda foi ameaçado por Lewis Hamilton na última volta, mas segurou a posição.

Na primeira colocação, Vettel guiou com tranquilidade, sem ser pressionado em nenhum momento e conquistou a vitória em Monza, dando mais um importante passo para a conquista do bicampeonato mundial.

(Com agência GazetaPress)

Continua após a publicidade
Publicidade