Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vettel vence na Coreia do Sul e assume liderança na F1

GP da Coreia do Sul

Confira a classificação:

1º – Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), em 1h36min28s651

2º – Mark Webber (AUS/Red Bull), a 8s231

3º – Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 13s944

4º – Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 20s168

5º – Kimi Raikkonen (FIN/Lotus), a 36s739

6º – Nico Hülkenberg (ALE/Force India), a 45s301

7º – Romain Grosjean (FRA/Lotus), a 54s812

8º – Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), a 1min09s589

9º – Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso), a 1min11s787

10º – Lewis Hamilton (ING/McLaren), a 1min19s692

11º – Sergio Pérez (MEX/Sauber), a 1min20s062

12º – Paul di Resta (ESC/Force India), a 1min24s448

13º – Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 1min29s241

14º – Pastor Maldonado (VEN/Williams), a 1min34s924

15º – Bruno Senna (BRA/Williams), a 1min36s902

16º – Vitaly Petrov (RUS/Caterham), a 1 volta

17º – Heikki Kovalainen (FIN/Caterham), a 1 volta

18º – Timo Glock (ALE/Marussia), a 1 volta

19º – Charles Pic (FRA/Marussia),a 2 voltas

20º – Narain Karthikeyan (IND/Hispania), a 2 voltas

Não completaram a prova:

Pedro de la Rosa (ESP/Hispania)

Kamui Kobayashi (JAP/Sauber)

Nico Rosberg (ALE/Mercedes)

Jenson Button (ING/McLaren).

Sebastian Vettel voltou a brilhar na Fórmula 1 neste domingo. O alemão chegou na frente no GP da Coreia do Sul, deixando para trás seu companheiro de Red Bull, o australiano Mark Webber, e o espanhol Fernando Alonso para faturar sua terceira vitória seguida na temporada e assumir a liderança isolada do campeonato. Felipe Massa chegou em quarto e Bruno Senna foi o 15º.

Com mais esta vitória, Vettel enfim desbancou Alonso do topo e polarizou a disputa pelo título. Chegou aos 215 pontos, enquanto o rival tem 209. O finlandês Kimi Raikkonen, na terceira colocação geral, com 167, está praticamente fora da disputa, faltando apenas quatro corridas para o fim da temporada.

Vettel assumiu a liderança do campeonato depois de emplacar três vitórias seguidas – soma quatro ao todo neste ano – e contar com a má sorte de Alonso, que se envolveu em acidentes em duas das últimas cinco etapas. Embalado, o piloto alemão se credenciou para brigar pelo terceiro título seguido na Fórmula 1, feito só alcançado pelo argentino Juan-Manuel Fangio e pelo alemão Michael Schumacher, ainda na ativa.

O novo líder do campeonato teve menos trabalho do que esperava para chegar ao triunfo na madrugada deste domingo. Após largar em segundo lugar, ultrapassou Webber ainda na primeira volta e disparou na frente. Mesmo depois das rodadas de pit stops, para troca de pneus, manteve a ponta e praticamente não foi ameaçado até a bandeirada.

Alonso, por sua vez, teve dificuldade para alcançar os carros da Red Bull. O espanhol chegou a passar com facilidade Lewis Hamilton na largada, mas acabou perdendo ritmo durante a prova e não teve forças para brigar pela vitória.

O vice-líder do campeonato chegou a ser pressionado por Felipe Massa, que apresentou melhor rendimento durante toda a corrida. O brasileiro largou em sexto e já na largada ganhou duas posições, ao avançar sobre Hamilton e Raikkonen.

Embalado, só não partiu para cima de Alonso porque era interesse da Ferrari manter o espanhol entre as primeiras posições para se manter na briga pelo título. O bom desempenho neste domingo, somado ao pódio na etapa passada, devem aumentar as chances de Massa acertar sua renovação com a Ferrari para 2013.

Outro brasileiro na disputa, Bruno Senna foi o piloto que mais se destacou na largada. Ganhou seis posições ao pular da 18ª para a 12ª colocação. No entanto, não conseguiu sustentar o ritmo até o final. Terminou em 15º, logo atrás do seu companheiro de Williams, Pastor Maldonado, em 16º.

Os piloto da Fórmula 1 voltam à pista daqui a duas semanas para o GP da Índia, em Nova Délhi, no dia 28.

(Com Agência Estado)