Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Vettel lamenta abandono, mas exime equipe de culpa

Por Da Redação 13 nov 2011, 15h20

Por AE

Abu Dabi – O domingo não foi como de costume para o alemão Sebastian Vettel. Logo na primeira volta do GP de Abu Dabi, vencido pelo inglês Lewis Hamilton (McLaren), o bicampeão da Fórmula 1 furou o pneu traseiro direito da sua Red Bull e foi obrigado a abandonar a prova. Foi a primeira vez no ano que ele não chegou entre os quatro primeiros colocados numa corrida.

“Na saída da primeira curva tudo parecia certo, mas então, quando fiz a segunda curva, percebi que algo estava errado com o pneu. Consegui levar o carro surpreendentemente, mas, em um segundo momento, não consegui mais, por ter perdido muito ar no pneu. Quando voltei aos boxes, o dano era tanto que eu não consegui mais seguir”, contou Vettel, claramente frustrado.

O resultado foi ainda mais doloroso para Vettel porque ele perdeu a chance de igualar o recorde de 13 vitórias em uma mesma temporada, que pertence ao também alemão Michael Schumacher. O bicampeão soma 11 triunfos neste ano e agora só poderá chegar a 12, se vencer a última etapa, dia 27 de novembro, no Brasil. A desistência também encerra uma sequência de sete pódios consecutivos.

Mesmo assim, o alemão preferiu não criticar a equipe e apontou que “nada poderia ser feito”. “Não há nada que poderia ser feito melhor neste fim de semana. Só precisamos avaliar o que causou o furo no pneu. Tive um bom começo e estava muito feliz com o carro até então”, afirmou Vettel, que tinha largado o GP de Abu Dabi na pole position e era favorito para a vitória.

O domingo também não foi bom para o outro piloto da Red Bull, Mark Webber. Com a quarta colocação no GP de Abu Dabi, o australiano se distanciou da briga pelo vice-campeonato da Fórmula 1, já que o inglês Jenson Button (McLaren), atual segundo colocado no Mundial, terminou a corrida em terceiro lugar e aumentou a sua vantagem.

Webber culpou um pit stop ruim pelo resultado em Abu Dabi. “Eu tive uma boa disputa com o Jenson (Button) na primeira parte, mas então tivemos um primeiro pit stop ruim, o que fez com que perdêssemos muito tempo. Isso fez com que ficássemos no pelotão de trás. Consegui trazer o carro de volta às primeiras posições, mas já estávamos fora neste momento”, comentou o australiano.

Continua após a publicidade
Publicidade