Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Vettel a um passo do bicampeonato

Por Prakash Singh 25 set 2011, 13h38

O piloto alemão Sebastian Vettel, da escuderia Red Bull, venceu neste domingo o Grande Prêmio de Fórmula 1 de Cingapura, 14ª prova da temporada, superando o britânico Jenson Button (McLaren) e seu companheiro de equipe, o australiano Mark Webber, que completaram o pódio.

Com este triunfo, o nono da temporada, o alemão precisa apenas somar um ponto na próxima corrida, em Suzuka no Japão, no dia 9 de outubro, para garantir o bicampeonato enquantam ainda faltariam quatro provas a serem disputadas.

Até mesmo se não pontuar, Vettel conquistaria o título, desde que o Jenson Button ão chegue em primeiro.

“O carro respondeu hoje de maneira fantástica. No Japão, teremos a chance de ser campeões, então iremos lá com este objetivo e trataremos de garantir o título”, declarou Vetter, muito satisfeito do seu desempenho.

Felipe Massa da Ferrari, que chegou em nono, foi o único brasileiro a chegar entre os dez primeiros. Rubens Barichello, a Williams, chegou em 13º e Bruno Senna, da Lotus-Renault, em 15º.

Companheiro de equipe de Massa na Ferrari, o espanhol Fernando Alonso chegou em quarto lugar e perdeu por um ponto a vice-liderança no campeonato de pilotos para Button, segundo colocado, o único a acompanhar o ritmo de Vettel, já que cruzou a linha de chegada menos de dois segundos depois dele. Mark Webber, terceiro na prova deste domingo, também está na briga para o pódio da temporada com dois pontos a menos que Alonso.

Continua após a publicidade

O espanhol, que mais uma vez teve problemas com seus pneus, não escondeu sua decepção após a corrida. “Não estar no pódio é sempre um decepção, mas hoje o máximo que tinhamos condições de alcançar era mesmo este quarto lugar”, lamentou.

O inglês Lewis Hamilton, que chegou em quinto, protagonizou mais um polêmica, desta vez com Felipe Massa. Numa tentativa de ultrapassagem, furou o pneu do brasileiro ao tocá-lo com sua asa dianteira.

Massa, que já tinha se envolvido com uma confusão com o piloto inglês durante o treino classificatório, estava furioso após a corrida.

“Como eu disse no sábado, ele (Hamilton) não consegue usar a cabeça. Não consegue na classificação e, muito menos, na corrida. Ele poderia ter causado um grande acidente. O importante é que a FIA continue punindo suas atitudes”

Os dois pilotos da escuderia Force India pontuaram. O escocês Paul Di Resta, chegou em sétimo e o alemão Adrian Sutil, oitavo.

Já o mexicano Sergio Pérez, da Sauber, marcou um ponto ao alcançar a 10ª posição.

Continua após a publicidade
Publicidade