Veterano, Gustavo aprova calma de Rubinho e se emociona com jovens

Por Da Redação - 25 out 2011, 17h24

Entre os jogadores convocados para disputar os Jogos Pan-americanos de Guadalajara, Gustavo é o único nascido na década de 1970. Campeão olímpico em Atenas-2004 e vice em Pequim-2008, ele aprova a calma do técnico Rubinho e se diz emocionado com os jovens na Seleção.

‘É um prazer enorme fazer parte desse grupo. Eu tento ajudar, mas, para falar a verdade, procuro absorver mais dessa juventude deles, da vontade deles de demonstrar, de fazer parte da seleção. Isso me emociona muito’, afirmou Gustavo após a vitória por 3 sets a 0 sobre Porto Rico, nesta terça-feira.

Na medida em que a Seleção Brasileira disputará em novembro a Copa do Mundo do Japão, classificatória para os Jogos Olímpicos de Londres-2012, Bernardinho decidiu poupar seus principais jogadores no México. Desta forma, Gustavo e Bruninho são os maiores nomes do elenco em Guadalajara.

Aos 36 anos, o veterano considera a gana dos mais novos até exagerada em alguns momentos. ‘Eles têm uma vontade de demonstrar o tempo todo e nos treinamentos sinto os jogadores muito motivados. Às vezes, tenho que segurar, porque de vez em quando passa do limite’, contou Gustavo.

Publicidade

Experiente, ele minimiza o pouco tempo de Seleção da maior parte do elenco. ‘É uma equipe teoricamente jovem, mas que joga há vários anos a Superliga, alguns jogadores já foram campeões nacionais três vezes. É um time jovem, mas o que falta realmente é só tempo de seleção’, afirmou.

O técnico Bernardinho também decidiu não participar dos Jogos Pan-americanos de Guadalajara. No México, o estilo pilhado do premiado treinador à beira da quadra é substituído pela calma e parcimônia de Rubinho, auxiliar técnico da Seleção Brasileira.

‘Ele é ótimo. Não tem o mesmo perfil do Bernardo, mas tem o perfil dele. O Rubinho é mais tranquilo, essa é a característica dele. Cada um tem as suas características e o importante é ele passar o que os jogadores precisam. É um grande técnico e vai ter um grande futuro’, apostou Gustavo.

Depois de passar por Canadá e Porto Rico, a Seleção Brasileira mantém 100% de aproveitamento nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara. O próximo desafio do time comandado por Rubinho é contra os Estados Unidos, que também não estão com a equipe principal.

Publicidade

‘É um time jovem, que a gente ainda não conhece. Eles já jogaram e venceram Porto Rico. Vamos ver hoje como vai ser contra o Canadá. Não podemos ser surpreendidos. Temos que marcar direitinho o jogo deles para evitar qualquer tipo de surpresa’, encerrou Gustavo.

Publicidade