Clique e assine com até 92% de desconto

Verstappen vence GP do Brasil de Fórmula 1 pela primeira vez

O piloto holandês chegou ao 8º triunfo de sua promissora carreira - o 3º na atual temporada; Ferraris de Leclerc e Vettel colidiram no final da corrida

Por Danilo Monteiro Atualizado em 17 nov 2019, 17h15 - Publicado em 17 nov 2019, 15h54

Max Verstappen, da Red Bull, venceu o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 neste domingo 17, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. O piloto holandês não cedeu à perseguição de Lewis Hamilton, hexacampeão pela Mercedes, que ficou na terceira colocação, mas foi punido e caiu para o 9º lugar, cedendo o último lugar do pódio ao espanhol Carlos Sainz, da McLaren. O francês Pierre Gasly, da Toro Rosso, surpreendentemente ficou na segunda posição e subiu ao pódio pela primeira vez na carreira.

O GP do Brasil teve várias mudanças de planos e grandes reviravoltas causadas por duas entradas do safety car, devido ao abandono de Valteri Bottas, da Mercedes, que teve um problema no motor na volta 52 de 71 e a colisão entre Sebastian Vettel e Charles Leclerc, companheiros de Ferrari. A entrada do safety car mudou a trajetória do circuito, pois aproximou os pilotos e obrigou alguns pilotos a mudar a estratégia e colocar um pneu mais rápido no carro – caso de Verstappen, que colocou os pneus macios para defender sua posição.

  • “Muitas coisas aconteceram. Tudo foi muito bom, apesar de ter perdido muito tempo no conflito com o (Robert) Kubica na saída dos boxes, quando ele fechou meu caminho. Gerenciamos bem as paradas, foram rápidas e inteligentes. Sabia que seria uma luta difícil quando o safety car saísse da pista. Imediatamente depois da relargada, consegui passar o Lewis e manter a posição. Lutar contra um campeão como ele é muito bom”, declarou Verstappen, em coletiva.

    Lewis Hamilton, por outro lado, investiu na permanência dos pneus médios, assumindo a liderança com a parada de Verstappen. O safety car deixou as pistas na volta 59 e a disputa pelos primeiros lugares se acirrou. Max imediatamente ultrapassou Hamilton e disparou na primeira colocação para garantir a vitória. O tailandês Alexander Albon, também da Red Bull, fecharia a corrida no pódio após aproveitar a briga entre Vettel e Leclerc, mas Hamilton colidiu com ele ao tentar ultrapassá-lo e o obrigou a abandonar, deixando o segundo lugar com o francês Pierre Gasly, da Toro Rosso.

    “Incrível para ele. Foi um resultado muito bom. Ele se manteve longe dos pilotos que se meteram em problemas. Estou muito feliz de ver ele no pódio. Sempre soube que era um piloto muito rápido. Como vocês puderam ver, ele é um piloto muito forte”, elogiou Verstappen, ex-companheiro de Gasly na Toro Rosso.

    Com a vitória no Brasil, Verstappen chegou ao oitavo triunfo de sua promissora carreira e terceiro na temporada, que o colocaram em terceiro lugar, na frente de Leclerc, na tabela. Em 2016, em seu ano de estreia, o holandês se tornou o piloto mais jovem a subir ao lugar mais alto do pódio, conquistando o GP da Espanha.

    Continua após a publicidade
    Publicidade