Clique e assine com até 92% de desconto

Verdão falha nas finalizações e é castigado com três gols de Damião

Por Da Redação 11 set 2011, 18h06

No Pacaembu, Palmeiras e Internacional entraram em campo sob pressão e o risco de perder contato com as principais colocações do Campeonato Brasileiro. Em campo, um jogo que retratou a irregularidade das equipes. O Verdão teve as principais chances enquanto o Colorado ficou a maioria do tempo na defesa. Mas o time gaúcho ganhou por 3 a 0 pela inspiração de Leandro Damião, autor dos três gols.

Com o resultado, o Internacional alcança a segunda vitória seguida no Campeonato Brasileiro e chega a 35 pontos. Já o Palmeiras amarga quatro jogos sem vencer e permanece com 34. A esperança de título fica cada vez menor no Palestra Itália.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, as duas equipes atuam no domingo da semana que vem. O Palmeiras entra em campo em Florianópolis contra o Avaí, enquanto o Internacional desafia o Coritiba, na cidade de Porto Alegre.

O Jogo – A presença de cinco jogadores no meio-campo mostrou o claro objetivo do Internacional no Pacaembu: tocar a bola com paciência até achar o momento certo de agredir. E os meio-campistas do Colorado priorizavam a preparação das jogadas para o talentoso centroavante Leandro Damião.

Enquanto isso, a tática do Palmeiras era diferente. Sem a presença dos medalhões Valdívia e Kleber, o Alviverde não queria saber de especular em campo e apostava em jogadas de velocidade pelas pontas que surtiam efeito.

Continua após a publicidade

A partir dos dez minutos, o Palmeiras aumentou sua intensidade em campo e ficou com o domínio das ações. A primeira grande chance alviverde saiu, contudo, na tradicional jogada de bola parada. Aos 19 minutos, a infração cobrada por Marcos Assunção passou pela barreira e balançou a rede do Inter, mas pelo lado de fora. Boa parte da torcida chegou a gritar gol.

Mesmo pressionado, o Inter contava com um diferencial: Leandro Damião. Em ótima fase, o centroavante da Seleção Brasileira abriu o placar aos 25 minutos, quando recebeu na área, dominou com categoria e, mesmo pressionado pela defesa e desequilibrado, tocou por cima de Marcos.

O Palmeiras sentiu muito o gol. Por quase dez minutos, o Inter tocou a bola com liberdade e poderia até ter ampliado. Porém, o Colorado cometeu o grave erro de exagerar nas faltas nas imediações da área. Na primeira infração, Assunção exigiu grande defesa de Muriel. Na segunda, o camisa 20 cruzou com veneno, a bola passou por toda a defesa e viu Luan perder chance incrível. Por fim, nos acréscimos, o volante fez o levantamento para Thiago Heleno desperdiçar a cabeçada na pequena área. O Verdão terminou a primeira etapa melhor.

Mesmo com o período de intervalo, o Internacional não entendeu o perigo de cometer faltas para Marcos Assunção cobrar. Em outras duas jogadas de bola parada no período de três minutos, o Verdão desperdiçou chances com Fernandão e Henrique. Mas o torcedor foi ao desespero ao ver a cabeçada de Vinícius explodir no travessão aos oito minutos. A sorte não parecia estar ao lado do time da capital paulista.

Sem velocidade no contra-ataque, o Internacional trocou no meio-campo: Ilsinho ficou com a vaga de D Alessandro. Em seguida, Bolatti substituiu o desgastado Sandro Silva. Do lado do Palmeiras, as novidades foram Ricardo Bueno e Tinga.

No fim, Leandro Damião apareceu de novo para brilhar. Aos 38 minutos, o centroavante foi acionado na área e, com imensa frieza, e fez o segundo. Nos acréscimos, o camisa 9 invadiu a área, driblou Marcos e definiu a fatura: 3 a 0.

Continua após a publicidade
Publicidade