Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vende-se Lamborghini raro, modelo 1998. Preço: R$ 4,2 mi

O Pregunta, exemplar único, usa um poderoso motor V12 5.7 litros com 530 cv

Bem menos famoso que os luxuosos cupês Gallardo e Murciélago, o quase anônimo Pregunta também é um Lamborghini, apesar de não exibir o emblema com a figura do touro sobre o capô. Concebido em 1998 como um protótipo de exemplar único, ele nunca chegou às linhas de produção. E isso faz deste roadster uma peça rara e cobiçada. Mas para levar o carro para casa é preciso desembolsar, no mínimo, 2,1 milhões de dólares, ou aproximadamente 4,2 milhões de reais. A jóia, desenvolvida pelo estúdio italiano de estilo Heuliez-Torino, a pedido da Lamborghini, está à venda na concessionária Autodrome de Paris, especializada em automóveis de luxo e únicos.

Leia também:

Um fim de semana só de Ferrari em Interlagos

Alonso e Massa testaram Ferrari F12berlinetta de R$ 2,9 milhões

Em Xangai, surge o novo SUV da Citroen, o DS Wild Rubis

Volkswagen Golf é eleito o Carro Mundial do Ano 2013

O Pregunta, o último carro-conceito criado pela Lamborghini antes de ser adquirida pela Audi, foi montado sobre o chassi de um Diablo – cupê topo de linha da marca, posteriormente sucedido pelo Murciélago – e usa um poderoso V12 5.7 litros com 530 cv e 59 kgfm de torque máximo. Os números de aceleração permanecem um mistério, mas o protótipo é capaz de acelerar até 333 km/h. A tração integral nas quatro rodas também herdada do Diablo teve de ser substituída por uma traseira, mais leve.

As últimas informações sobre lançamentos, recall, test drives e mercado

Quer saber quanto vale seu carro? Consulte a tabela VEJA

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

A lista de equipamentos do Pregunta também inclui câmeras no lugar dos espelhos retrovisores externos, iluminação interna feita de fibra óptica, instrumentos eletrônicos inspirados nos monopostos da Fórmula 1, cintos de segurança de quatro pontos de fixação e a mesma pintura externa usada em aviões de combate fabricados pela empresa francesa Dassault. Após a aquisição pela Audi, o projeto do Pregunta foi abandonado, pois o grupo Volkswagen decidiu padronizar a produção da Lamborghini usando plataformas desenvolvidas para os carros da Audi.