Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Velocista recusa prova desempate em seletiva americana

Por AE

Eugene – Chegou ao fim nesta segunda-feira a dúvida quanto à terceira representante dos Estados Unidos na prova feminina dos 100 metros nos Jogos Olímpicos de Londres. Mas o desfecho foi muito menos emocionante do que se esperava. Jeneba Tarmoh se negou a participar de uma corrida desempate e a vaga, assim, ficou com Allyson Felix.

As duas tiveram um raro empate na seletiva norte-americana de atletismo, há oito dias. Elas marcaram o mesmo tempo de 11s07 e nem mesmo no “photo-finish” foi possível determinar qual das duas chegou na frente. Como ambas empataram no terceiro lugar e só três vagas para Londres estavam em jogo, ficou a indefinição. Carmelita Jeter e Tianna Madison chegaram nas duas primeiras posições e se garantiram na Olimpíada.

A Federação de Atletismo dos EUA, que não previa um caso como este em seu regulamento, esperou até que as duas chegassem a um acordo. Diante da negativa, marcou para a noite desta segunda-feira uma corrida de desempate. Uma contra a outra, em Eugene. Quem chegasse na frente iria para Londres.

O caso gerou grande repercussão nos Estados Unidos, chegando a ser anunciada a transmissão da bateria em TV aberta. De última hora, porém, Tarmoh desistiu. “Compreendo que com esta decisão não vou poder disputar os 100 metros nos Jogos Olímpicos e assumo que serei reserva”, disse a corredora, em comunicado.

Felix, beneficiada com a decisão, já estava garantida nos 200 metros em Londres, uma vez que ganhou esta seletiva. Tarmoh, por sua vez, ficou apenas no quinto lugar. As duas, entretanto, estarão nas equipes norte-americanas dos revezamentos 4x100m e 4x200m.