Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Vela: regata de Martine Grael e Kahena Kunze é adiada por falta de vento

Atual campeã, dupla brasileira está na segunda colocação classe 49erFX, colada em dupla holandesa; podia sairá na terça-feira

Por Da Redação Atualizado em 2 ago 2021, 05h54 - Publicado em 2 ago 2021, 04h55

As atuais campeãs olímpicas e favoritas ao pódio Martine Grael e Kahena Kunze terão de esperar mais um dia para lutar pelo bicampeonato na vela nos Jogos de Tóquio. A última regata da classe 49erFX, marcada para a madrugada desta segunda-feira, 2, foi adiada por falta de ventos para a terça-feira, 2, ainda sem horário definido pela organização.

A dupla brasileira chega à última regata na segunda posição geral, com 70 pontos perdidos, atrás apenas das holandesas Annemiek Bekkering e Annette Duetz, que têm a mesma pontuação, mas vencem no critério de desempate. As alemãs Tina Lutz e Susann Beucke, com 73, estão em terceiro.

“É uma coisa normal, aconteceu pouco aqui nesta Olimpíada, mas é normal. A gente depende do vento está bom para velejar. Hoje estava uma situação complicada, primeiro o vento estava fraco, depois tem uma passagem de frente que poderia ter rajada e chuva, ia ter vento instável e nnão seria uma boa regata, seria uma loteria. Decidir um Campeonato assim não seria o ideal. Ter uma rodada final mais técnica é mais bonito para o campeonato”, disse Torben Garael, coordenador da seleção brasileira e pai de Martine, ao Comitê Olímpico do Brasil.

  • Outras duas regatas foram adiadas devido ao mau tempo: a classe 470, com presença das brasileiras Ana Luiza Barbachan e Fernanda Oliveira, e a classe 49er masculina, com Marco Grael e Gabriel Borges. O Brasil, no entanto, ainda pode conquistar medalhas na madrugada desta segunda. As melhores chances são na ginástica, com Rebeca Andrade na prova de solo. Arthur Zanetti era candidato nas argolas, mas acabou errando.

    Continua após a publicidade
    Publicidade