Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vasco vence Santos com facilidade e segue na cola do Atlético-MG

Mesmo sem fazer uma partida brilhante o Vasco não encontrou maiores problemas para derrotar o Santos por 2 a 0 na noite deste sábado, em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), na abertura da 11rodada do Campeonato Brasileiro. Douglas e Alecsandro marcaram os gols que levaram o Cruz-maltino a conquistar a sua terceira vitória consecutiva na competição.

Os cariocas chegaram aos 26 pontos, seguindo na cola do líder Atlético-MG, que superou o Sport em Pernambuco e tem dois pontos a mais. Já o Peixe continua dando motivos para deixar a sua torcida preocupada. Sem o goleiro Rafael, Paulo Henrique Ganso e Neymar, todos servindo à Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de Londres, a equipe rende muito pouco. Os paulistas estacionaram nos dez pontos e podem acabar o fim de semana na zona de rebaixamento.

Como já era esperado, jogando em casa o Vasco partiu para cima em busca de definir o jogo. Logo aos três minutos Eder Luis cruzou da direita e Carlos Alberto chutou de primeira, mas a bola passou sobre o gol. O lance deixou visível a fragilidade do time do Santos, assustado com a pressão do adversário. O Peixe deixava evidente que os clamores por reforços do técnico Muricy Ramalho não são exageros.

No cenário do início do jogo o gol do Vasco parecia uma questão de tempo e ele saiu aos 11 minutos. Juninho Pernambucano cobrou escanteio pela direita, a zaga cortou de maneira equivocada e a bola sobrou para Douglas, na entrada da pequena área, chutar sem chances para o goleiro Aranha.

Foi a senha para o Santos se desesperar e começar a errar passes, deixando Muricy Ramalho cada vez mais nervoso à beira do gramado. O Vasco, por sua vez, passou a tocar a bola com mais segurança, fechando os espaços para as avançadas do Peixe, que só assustou ao longo de toda a primeira etapa apenas aos 19 minutos e, mesmo assim, em chute de fora da área de Bruno Peres, que fez a bola passar sobre o gol.

Enquanto o Santos exibia nervosismo, o Vasco administrava bem a situação e ainda busca formas de tentar ampliar. O segundo gol quase saiu aos 35 minutos. Juninho Pernambucano cobrou falta da esquerda, Douglas cabeceou para grande defesa de Aranha. No rebote, o próprio zagueiro cruzou para o meio da área, mas Carlos Alberto e Eder Luis não conseguiram completar para o fundo da rede. Faltando dois minutos para o fim do primeiro tempo Aranha voltou a salvar sua equipe, defendendo com dificuldade uma cobrança de falta de Juninho Pernambucano.

Na volta para a segunda etapa as duas equipes ainda tentavam se encontrar em campo quando o Vasco conseguiu ampliar, aos dois minutos. Juninho Pernambucano cobrou escanteio da esquerda e Alecsandro, livre de marcação, escorou para o fundo da rede, se aproveitando de falha do setor defensivo santista.

O segundo tento vascaíno praticamente liquidava o jogo. A diferença entre os times era tanta que somente aos seis minutos desta etapa final que o goleiro Fernando Prass fez a sua primeira defesa. E mesmo assim em uma boa cobrança de falta de Adriano, que obrigou o arqueiro vascaíno a se esforçar para evitar o gol.

Percebendo a fragilidade do Santos, o Vasco começou a se limitar a tocar a bola, neutralizando as ações ofensivas do Peixe, que não conseguia criar. O resultado foi que o confronto se tornou sonolento, sem muitas emoções. Um novo lance de perigo aconteceu apenas aos trinta minutos, quando Felipe Anderson pegou rebote na entrada da área e chutou sobre o gol. O Cruz-maltino respondeu três minutos depois, quando Eder Luis avançou pela direita, cruzou rasteiro e Aranha se antecipou para evitar o complemento de Pipico.

Nos minutos finais o Vasco se fechou ainda mais no seu campo, montando uma linha defensiva que impedia qualquer ação do Santos na busca do gol. Assim, os cariocas conseguiram administrar a vantagem até o apito final do árbitro.

O Vasco volta a campo na próxima quarta-feira, quando faz clássico carioca contra o Botafogo no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro, às 20h30(de Brasília). Já o Santos, na quinta-feira, visita o Atlético-MG às 21h(de Brasília) no Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).