Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vasco vai poupar jogadores contra o Boavista

O técnico Cristóvão Borges só vai definir nesta sexta-feira o time do Vasco para o confronto de sábado diante do Boavista, às 16h20 (de Brasília). O confronto, válido pela última rodada da fase de classificação da Taça Guanabara, será disputado no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ). Com 18 pontos e cem por cento de aproveitamento, o Cruzmaltino já assegurou a vaga nas semifinais e a primeira colocação do Grupo B. Portanto, o treinador vai preservar a maior parte de seus titulares.

‘Vamos fazer uma avaliação dos jogadores, levando em consideração vários critérios. Porém, não há como correr maiores riscos nessa partida, que teria um impacto pequeno no nosso trabalho’, disse Cristóvão.

Alguns jogadores com toda a certeza não estarão em campo. O zagueiro Dedé, o volante Fellipe Bastos e o meia Felipe, todos pendurados com dois cartões amarelos, não serão aproveitados para que não haja risco de serem advertidos e perderem as semifinais. Além disso, o zagueiro Rodolfo vai cumprir suspensão por conta do terceiro cartão amarelo recebido na vitória por 3 a 0 sobre o Volta Redonda.

Quem também não deverá ir a campo é o meia Juninho Pernambucano, já que participou do confronto diante do Volta Redonda e já é veterano. O atleta, um dos líderes do atual elenco, aprova a atitude do comandante.

‘Eu acho que o planejamento é fundamental. O objetivo era a classificação, depois que conseguimos, temos que preparar o time para o jogo mais importante que é a semifinal. No sábado será a oportunidade para os jogadores que não vêm jogando mostrarem seu valor’ analisou Juninho Pernambucano.

Se queixando de um incômodo na coxa direita, o lateral direito Fagner também dificilmente será relacionado para este compromisso. Outro que permanecerá fora dos planos é o meia Bernardo, que entrou com uma ação judicial contra o clube por conta de atrasos no seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Até essa pendência ser resolvida ele deverá seguir afastado. Por sinal, o jogador inclusive encontrou problemas para deixar São Januário após o triunfo sobre o Volta Redonda, já que torcedores queriam agredi-lo pouco depois de a notícia sobre o processo ter vazado na imprensa. Seguranças do Vasco tiveram que garantir a integridade do atleta até ele deixar as dependências da sede vascaína.

Dentre os atletas considerados titulares, devem ser aproveitados o goleiro Fernando Prass, para não perder ritmo de jogo, o volante Nilton, que cumpriu suspensão contra o Volta Redonda, e o meia Diego Souza, que foi preservado no meio de semana.

Ainda sobre o fato de preservar os jogadores do duelo contra o Boavista, Cristóvão Borges descartou qualquer possibilidade de dar folga ao plantel durante o período de Carnaval. Ainda mais que a semifinal será na quarta-feira de Cinzas ou na quinta-feira seguinte. A decisão da Taça Guanabara acontecerá no domingo dia 26 de fevereiro.

‘Nosso maior investimento neste fim de mês é a conquista do título da Taça Guanabara e, consequentemente, a vaga na final do Campeonato Carioca. Isso nos daria uma tranquilidade muito grande para a sequência do trabalho. Sendo assim, com as semifinais na quarta e na quinta, não há tempo de brincar o Carnaval. Estamos acostumados com essa realidade desde os tempos de jogador e quem vive no futebol precisa entender isso’, afirmou Cristóvão, que não quis confirmar se vai baixar alguma determinação proibindo seus atletas de desfilarem em escolas de samba.

Nesta sexta-feira o elenco, que ganhou folga na quinta-feira, volta a se apresentar pela manhã, em São Januário. Depois começa o período de concentração para o duelo diante do Boavista. Na semifinal o Vasco vai enfrentar um desses três adversários: Resende, Botafogo e Flamengo. Todos disputam a classificação na última rodada do Grupo A.