Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vasco quer superar vaias e Lanús para se garantir nas quartas da Libertadores

Buenos Aires, 8 mai (EFE).- Depois de um empate tumultuado em São Januário, quando venceu e saiu vaiado pela sua torcida, o Vasco vai a Argentina encarar o Lanús nesta quarta-feira, às 22h (horário de Brasília), precisando apenas de um empate para alcançar as quartas de final da Taça Libertadores.

A equipe não contará com o zagueiro Dedé, um dos ídolos do time, com um edema ósseo na fíbula da perna direita. Assim, Rodolfo será seu substituto, o que preocupa comissão técnica e, principalmente, os torcedores. O zagueiro tem sido criticado por falhar com frequência na zaga cruzmaltina.

Em compensação, a equipe terá os meias Juninho Pernambucano, que será escalado pela primeira vez fora de casa na competição, e Felipe. Os dois veteranos têm atuado juntos nas últimas partidas da equipe de São Januário.

O Vasco precisa de um bom resultado para conter a pressão da torcida em cima do técnico Cristóvão, que foi ofendido na partida de ida, ao substituir o camisa 6 pelo volante Fellipe Bastos, no momento em que a equipe acabou sofrendo o gol que dá ao Lanús a vantagem de poder vencer por 1 a 0, devido ao critério de gols marcados fora de casa.

Se por um lado, o Vasco segue tentando conquistar o seu segundo título na Libertadores – o primeiro troféu foi levantado em 1998, ano do centenário da equipe carioca – o Lanús receberá o cruzmaltino tentando chegar pela primeira vez às quartas de final da competição.

A equipe dirigida por Gabriel Schurrer precisa do 1 a 0 ou vencer por, no mínimo, dois gols de diferença para conseguir este objetivo.

O vencedor da série enfrentará nas quartas o time que passar do confronto entre Corinthians e Emelec, que empataram sem gols na ida em Guayaquil e jogam também nesta quarta-feira no Pacaembu.

O Lanús nutre esperanças de classificação por conta do gol do atacante Mario Regueiro no Rio de Janeiro.

O uruguaio teve passagens por grandes clubes como a Juventus de Turim, assim como Camoranesi, que também vestiu a camisa da Velha Senhora.

Schurrer ainda pode escalar o atacante colombiano Téo Gutiérrez, que deixou o Racing por causa de uma confusão nos vestiários com os ex-companheiros, quando chegou a sacar uma arma, supostamente de brinquedo.

Téo pode assumir a vaga de titular no ataque. Com isso, Diego Valeri, principal armador do time, pode ir parar no banco de reservas. A mexida faria que Regueiro atuasse no meio-campo.

Prováveis escalações:.

Lanús: Agustín Marchesín; Carlos Araujo, Paolo Goltz, Diego Braghieri e Maximiliano Velázquez; Matías Fritzler, Mauro Camoranesi, Guido Pizarro e Diego Valeri (Teó Gutiérrez); Mario Regueiro e Mariano Pavone. Técnico: Gabriel Schurrer.

Vasco da Gama: Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri; Rômulo, Juninho Pernambucano, Felipe e Diego Souza; Eder Luis e Alecsandro. Técnico: Cristóvão Borges.

Arbitragem: Carlos Amarilla (Paraguai), auxiliado pelos compatriotas Dario Gaona e Hugo Martinez. EFE