Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vasco ganha do Fluminense e garante vaga antecipada

Por AE

Rio – Foi um jogo de dois tempos distintos. O Fluminense dominou os primeiros 45 minutos. E o Vasco controlou os 45 restantes. Como os vascaínos foram mais efetivos, venceram o clássico por 2 a 1, na noite deste domingo, no Engenhão, pela sexta rodada da Taça Guanabara.

O herói do clássico foi o atacante Alecsandro, autor dos dois gols da virada, chegando a cinco no Campeonato Carioca, mas o volante Nilton também merece destaque. No Fluminense, o meia Thiago Neves fez seu primeiro gol no retorno ao clube, mas foi pouco produtivo.

O Fluminense vai certamente reclamar da arbitragem, que ignorou dois pênaltis a favor do time e errou em outros lances. Mas, com o resultado do clássico, ficou parado nos sete pontos, apenas em quinto lugar no Grupo B da Taça Guanabara e corre risco de não se classificar.

O Vasco, por sua vez, já garantiu a classificação antecipada para a semifinal do primeiro turno do Campeonato Carioca. Ainda com dois jogos a fazer, o time está com uma campanha perfeita, com 15 pontos somados em cinco rodadas disputadas, e lidera sozinho o Grupo B.

Os dois rivais entraram no clássico com modificações, reflexo de suas participações pela Libertadores no meio de semana. No Fluminense, que venceu o Arsenal, nenhuma surpresa: Thiago Neves foi efetivado como titular no lugar de Wagner. No Vasco, derrotado pelo Nacional, alterações drásticas.

Durante a semana, o técnico Cristóvão Borges chegou a testar a formação com três zagueiros no Vasco. Preferiu, porém, poupar o meia Juninho Pernambucano e barrar o volante Eduardo Costa. Assim, lançou o pouco utilizado Leandro Chaparro e o xodó da torcida Bernardo.

Melhor no primeiro tempo, o Fluminense saiu na frente. Thiago Neves fez linda tabela com Deco e chutou forte, com categoria, para vencer Fernando Prass logo aos seis minutos. E poderia ser pior para o Vasco se o árbitro anotasse pênalti de Dedé em Fred.

Aos 35, o Vasco escapou outra vez: em contra-ataque rápido, Fernando Prass evitou o gol de Deco. Assim, o primeiro tempo terminou mesmo com vantagem mínima do Fluminense, o que facilitou a virada vascaína na segunda etapa.

Um lançamento de Nilton iniciou o lance do empate. Fagner cruzou bem e Alecsandro escorou para as redes aos 15 minutos do segundo tempo. Aos 29, Carlinhos foi derrubado na área rival por Fagner, em novo pênalti para o Fluminense ignorado pela arbitragem.

Assim, quem marcou novamente foi o Vasco. Alecsandro demonstrou faro de artilheiro e se antecipou à zaga para testar para as redes, aos 32 minutos, após cobrança de escanteio: 2 a 1. Irritados com os erros do árbitro Antônio Frederico Schneider, Edinho e Fred foram expulsos nos minutos finais, impedindo qualquer chance de reação do Fluminense.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 2 X 1 FLUMINENSE

VASCO – Fernando Prass; Fagner, Dedé, Rodolfo e Thiago Feltri; Nilton, Leandro Chaparro (William Barbio), Felipe e Bernardo (Fellipe Bastos); Diego Souza (Eduardo Costa) e Alecsandro. Técnico – Cristóvão Borges.

FLUMINENSE – Diego Cavalieri; Bruno, Leandro Euzébio, Anderson e Carlinhos; Edinho, Diguinho (Rafael Moura), Deco (Wagner) e Thiago Neves; Rafael Sóbis (Wellington Nem) e Fred. Técnico – Abel Braga.

GOLS – Thiago Neves, aos 6 minutos do primeiro tempo; Alecsandro, aos 15 e aos 32 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Antônio Schneider.

CARTÃO AMARELO – Dedé, Felipe, Diguinho, Bruno, Leandro Euzébio, Edinho, Carlinhos, Rafael Moura, Fred e Wellington Nem.

CARTÃO VERMELHO – Edinho e Fred.

RENDA – Não disponível.

PÚBLICO – 7.622 pagantes.

LOCAL – Estádio Engenhão, no Rio.