Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vasco derrota Palmeiras na estreia pela Sul-Americana

Por AE

Rio – Já classificado à próxima edição da Copa Libertadores da América por ser o atual campeão da Copa do Brasil, o Vasco disputa neste segundo semestre o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana pensando apenas na conquista do título. Nesta quinta-feira, na estreia pela competição continental, o primeiro passo para atingir o objetivo foi muito bem dado. No estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, derrotou o Palmeiras por 2 a 0 – gols de Diego Souza e Elton – e conseguiu uma boa vantagem no confronto válido pela fase nacional.

Para chegar às oitavas de final da Sul-Americana, onde começa a disputa internacional para os clubes brasileiros, o Vasco pode perder por até 1 gol de diferença, ou dois se conseguir balançar as redes, na partida de volta, no próximo dia 25, em São Paulo, provavelmente no estádio do Pacaembu. Ao Palmeiras, resta apenas vencer por três ou mais gols de vantagem. Um novo 2 a 0, desta vez para os paulistas, levará a decisão da vaga para a disputa por pênaltis.

Em campo, as duas equipes não jogaram com suas forças máximas. O Vasco poupou alguns titulares como Felipe (entrou no segundo tempo) e Alecsandro e não teve o zagueiro Dedé, que estava com a seleção brasileira na Alemanha. Já o Palmeiras não contou com o meia chileno Valdivia, cedido à seleção de seu país para um amistoso contra a França, também na Europa.

Com os desfalques e a pouca motivação dos times diante de um estádio vazio (pouco mais de 1.700 pagantes), o que se viu nos primeiros minutos foi um jogo morno, sem muita emoção. Fora alguns lampejos do Palmeiras no ataque, com Kléber e Luan, nada de mais importante aconteceu até os 35 minutos.

A partir de então, a partida melhorou um pouco e depois do Palmeiras perder uma boa chance com o meia Patrik, o Vasco conseguiu abrir o placar. Aos 42 minutos, em um escanteio cobrado por Bernardo pelo lado esquerdo, a bola desviou na primeira trave e bateu no peito do ex-palmeirense Diego Souza, que a viu entrar devagar no gol de Marcos.

Na segunda etapa, com a vantagem no marcador, o Vasco procurou se defender mais e deu espaços para o Palmeiras. Nos primeiros minutos, a equipe paulista teve algumas chances de gol, mas nada que assustasse o goleiro Fernando Prass. Só depois da entrada de Dinei no lugar de Maikon Leite, aos 25, que as oportunidades palmeirenses foram mais perigosas, que exigiram boas defesas do goleiro vascaíno.

Na base dos contra-ataques, puxados na maioria das vezes por Felipe, que havia entrado no lugar de Jumar, o Vasco teve algumas jogadas ofensivas mais relevantes e, assim, fez o segundo gol. Aos 34 minutos, Leandro conseguiu o cruzamento pouco antes da bola ultrapassar a linha de fundo. Ela encontrou a cabeça de Elton, que ainda contou com um desvio de Maurício Ramos para enganar Marcos.

Vitória do Vasco garantida, com uma boa vantagem para o duelo da volta, mas antes os dois times se enfrentam pelo Campeonato Brasileiro, onde ambos estão empatados com 27 pontos. Por coincidência, neste domingo o confronto pela 16.ª rodada, às 16 horas, será novamente em São Januário.

Ficha técnica

Vasco 2 x 0 Palmeiras

Vasco – Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Anderson Martins e Julinho; Rômulo, Jumar (Felipe), Juninho Pernambucano e Bernardo (Leandro); Diego Souza (Victor Ramos) e Elton. Técnico: Ricardo Gomes.

Palmeiras – Marcos; Cicinho, Henrique (Maurício Ramos), Thiago Heleno e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Patrik (Vinícius); Luan, Maikon Leite (Dinei) e Kléber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Gols – Diego Souza, aos 42 minutos do primeiro tempo; Elton, aos 34 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Thiago Heleno e Henrique (Palmeiras).

Árbitro – Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS).

Renda – R$ 44.635,00.

Público – 1.707 pagantes.

Local – Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).