Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Vascaínos ‘esquecem’ momento do Palmeiras e clamam por atenção

Por Da Redação 11 jun 2012, 14h47

O Vasco lidera o Brasileiro com 100% de aproveitamento. A vitória por 2 a 1 sobre o Bahia deixou evidente a boa fase vivida pela equipe carioca, que prepara-se para enfrentar o vice-lanterna Palmeiras, no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), na Arena Barueri.

Apesar de atuar fora de casa, o Vasco chega animado, já que o rival perdeu as três últimas partidas pelo Brasileiro e deverá preservar alguns titulares, pois o duelo será no meio dos confrontos com o Grêmio, pelas semifinais da Copa do Brasil.

Os vascaínos, porém, evitam falar em certeza de vitória contra os palmeirenses e dizem que não se enganam com o momento ruim vivido pelo clube paulista. ‘Nós teremos com certeza um jogo muito complicado, pois o Palmeiras é sempre um adversário muito complicado de ser batido. Não podemos esperar um jogo tranquilo, pois sabemos como é jogar como visitante neste Brasileiro. Estamos atravessando um bom momento e queremos seguir nesta linha’, disse o meia Juninho Pernambucano.

A má fase do Verdão é vista como um complicador pelo atacante Alecsandro. ‘Um time com a qualidade do Palmeiras vai nos dar trabalho com toda a certeza. O campeonato está apenas no começo e tem muita coisa para acontecer. Além disso, enfrentar um adversário que precisa muito do resultado é sempre mais complicado. Com toda a certeza o Palmeiras vai fazer de tudo para se recuperar dentro de casa e nos criar sérios problemas. Vamos precisar de atenção’, disse o camisa 9.

Para este compromisso, o Vasco terá uma semana para se preparar. Assim, o departamento médico terá condições de cuidar das situações envolvendo dois jogadores considerados importantes pelo técnico Cristóvão Borges.

O lateral direito Fagner ficou fora da vitória sobre o Bahia por conta de dores no joelho direito, enquanto o zagueiro Rodolfo deixou a partida após torcer o tornozelo esquerdo. Os dois serão reavaliados nesta terça-feira pela manhã, quando o elenco se reapresenta após a folga de domingo.

‘Temos a semana livre de preparação e isso é muito positivo para recuperarmos os jogadores. O tempo é mais longo e vamos observar como o quadro deles vai evoluir nos próximos dias. Ainda é cedo para fazer uma avaliação’, disse o médico Alexandre Campello, que disse ainda considerar o caso de Rodolfo de mais fácil recuperação do que o de Fagner.

Continua após a publicidade
Publicidade