Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Varejão é dispensado e procura time na NBA; LeBron lamenta

Pivô brasileiro foi dispensado pelo Portland horas depois que o time o contratou em uma troca com o Cleveland. Agora, Varejão espera por novos interessados

O pivô brasileiro Anderson Varejão está com sua situação indefinida na NBA. Nesta quinta-feira, o jogador de 33 anos foi envolvido em troca entre o Cleveland Cavaliers e o Portland Trail Blazer, mas foi dispensado pela equipe do Oregon horas depois. Com isso, Varejão entrou na lista de waivers (os dispensados da liga) e, caso alguma equipe queira contratá-lo nas próximas 48 horas, terá que arcar com seu contrato de 25 milhões de dólares (cerca de 100 milhões de reais) em salários até o fim da temporada 2017/2018.

Atleta do Cleveland Cavaliers desde 2004, Varejão foi incluído no último dia de transferências da NBA em um acordo envolvendo três equipes. O Cleveland comprou o ala/pivô Channing Frye do Orlando Magic e enviou Varejão e uma escolha de primeira rodada para o Draft de 2018 para o Portland Trail Blazer – que, por sua vez, enviou o armador Jared Cunningham e uma escolha de segunda rodada de Draft ao Orlando Magic.

Leia também:

Tiago Splitter será operado e perderá Olimpíada do Rio

NBA: Kobe Bryant se despede do Jogo das Estrelas com vitória e homenagens

‘Quero superar Jordan’, diz Curry, a nova estrela da NBA

Agora, caso nenhuma equipe queira fazer uma proposta por Varejão, o Portland terá que pagar este valor em cinco anos e o pivô ficará livre para assinar com qualquer time, menos o próprio Blazers e o Cleveland Cavaliers. O jornalista David Aldridge, do site oficial da NBA, informou que o brasileiro deve receber propostas de equipes que lutam por vagas nos playoffs.

Na atual temporada, Varejão, que se recuperou de uma grave lesão em 2016, atuou em somente 31 partidas do Clevaland (nenhuma como titular) e somou as tímidas médias de 2,6 pontos e 2,9 rebotes por jogo.

LeBron – A saída de Varejão do Cleveland Cavaliers não agradou o líder da equipe e grande estrela da liga. LeBron James lamentou a despedida de um de seus melhores amigos no grupo, mas disse que o brasileiro logo encontrará uma nova casa. “Essa é a pior parte do esporte. Você perde um irmão, perde um companheiro. Mas eu aposto que ele tem muitas pessoas procurando por ele agora”, afirmou LeBron depois de brilhar na vitória dos Cavaliers por 105 a 95 sobre o Chicago Bulls, em Cleveland.

Em 12 anos na equipe, Varejão jogou 445 partidas em oito temporadas ao lado de LeBron. A amizade entre eles era tão grande que, quando deixou o Miami Heat para voltar a Cleveland, o astro disse: “não posso esperar para reencontrar Anderson, que é um dos meus colegas favoritos”.

Varejão estava muito bem adaptado e não queria deixar a cidade. “Se eu for para qualquer outro lugar e vencer o campeonato, não vai ser a mesma coisa. Quero ser campeão em Cleveland. É aqui que eu quero ficar. Eu amo Cleveland”, disse o brasileiro, em janeiro. Na NBA, entretanto, ao assinar contrato, o jogador tem um salário garantido, mas não pode escolher quem vai pagá-lo. Dispensar jogadores recém-adquiridos é uma estratégia usada na liga americana de basquete para abrir espaço no teto salarial dos times.

LeBron James e Anderson Varejão em ação no Rio. Cleveland pinta como um dos favoritos LeBron James e Anderson Varejão em ação no Rio. Cleveland pinta como um dos favoritos

LeBron James e Anderson Varejão em ação no Rio. Cleveland pinta como um dos favoritos (/)

(com Estadão Conteúdo)