Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Van Gaal critica Fifa e diz que Brasil teme a Holanda

Treinador holandês diz que seu time joga para ser sempre o primeiro

Por Da Redação 22 jun 2014, 17h16

O técnico da Holanda, Louis Van Gaal, criticou neste domingo a Fifa pelo nível das arbitragens e pela organização da Copa do Mundo. Entre as reclamações do treinador estão o fato de sua seleção ter concedido entrevista neste domingo antes do treinamento de preparação para a partida contra o Chile – normalmente a entrevista ocorre depois dos treinos. Ele criticou também os horários dos jogos desta segunda-feira, quando a Holanda enfrenta o Chile, em São Paulo, às 13 horas, e o Brasil joga com Camarões às 17 horas, em Brasília. Em tom irônico, ele disse que a Fifa não foi muito inteligente, pois o dois primeiros colocados de seu grupo enfrentam os dois primeiros do grupo do Brasil, que jogará já sabendo quem poderá enfrentar na próxima fase. “A Fifa, para cada partida, faz toda essa publicidade de fair play, isso não é fair play, Mas não acho que seja afetado porque o Brasil vai jogar depois. O Brasil fará seu dever esportivo.” E deu uma pitada de arrogânica em nova declaração. “O Brasil não deve querer enfrentar a Holanda. Marcamos gols, e gols fantásticos. Quero sempre ser o primeiro do grupo, isso não tem nada a ver com o Brasil.”

Contrariado com a mudança do horário da entrevista obrigatória da Fifa, Van Gaal fez um tipo de protesto e destacou para ficar a seu lado o zagueiro Bruno Martins, que não jogará contra o Chile – ele sofreu uma contusão contra a Austrália. “A Fifa, em sua grande sabedoria, decidiu realizar uma entrevista antes de um treino, o que não é muito inteligente. Os outros jogadores têm de se concentrar. O Bruno se lesionou, por isso está aqui. Para ele, esta entrevista é como uma distração.” Nessas entrevistas costumam falar jogadores que estarão estre os titulares da próxima partida da seleção.

Leia também:

Sérgio Xavier: Holanda ou Chile?

Holanda leva susto, mas vence Austrália por 3 a 2 no RS

Chile elimina Espanha da Copa com vitória no Maracanã

Por fim, Van Gaal voltou a ser sarcástico ao falar sobre a escolha do árbitro Bakary Gassama, de Gana, para o encontro. “Não, não vou dar minha opinião sobre o árbitro. Tenho certeza que a Fifa seleciona árbitros excelentes.”.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade