Clique e assine com 88% de desconto

Valeu a espera e o ingresso: Zion Williamson brilha em estreia na NBA

Aos 19 anos, o pivô do New Orleans Pelicans teve números parecidos aos de LeBron James em seu primeiro jogo na liga americana

Por Danilo Monteiro - 23 jan 2020, 13h21

A NBA pôde, enfim, conhecer sua nova estrela depois de quatro meses de espera. O pivô Zion Williamson, de 19 anos, fez seu primeiro jogo pelo New Orleans Pelicans na última quarta-feira 22, contra o San Antonio Spurs, e deu um show aos seus torcedores no último quarto, mostrando um pouco do potencial que o tornou o novato mais badalado desde LeBron James.

Williamson anotou 22 pontos com quase 73% de aproveitamento nos arremessos, além de pegar sete rebotes e dar três assistências. Os números não são melhores do que os de LeBron em sua estreia, em 2003, pelo Cleveland Cavaliers, mas são mais surpreendentes devido ao tempo em quadra. James, agora no Los Angeles Lakers, anotou 25 pontos, nove rebotes, seis assistências e quatro roubos de bola em 42 minutos em quadra. Ainda fora do ritmo ideal, depois de lesão no joelho que adiou sua estreia, Zion conseguiu seus números em apenas 18 minutos.

Com a arena Smothie King Center lotada, algo incomum na atual temporada, Zion pareceu ainda desentrosado com os companheiros e nitidamente fora de forma nos três primeiros quartos, mas mostrou aos torcedores, no último quarto, que é especial. Foram 17 pontos consecutivos e quatro bolas de três com 100% de aproveitamento, que viraram o jogo para os Pelicans. O técnico Alvin Gentry, porém, resolveu poupá-lo e o substituiu, liberando o caminho para os Spurs vencerem por 121 a 117.

O New Orleans Pelicans sofreu maus bocados até a metade da atual temporada da NBA. A equipe construiu um time novo a partir da troca de Anthony Davis, sua principal estrela, para o Los Angeles Lakers. Os jovens Lonzo Ball e Brandon Ingram se juntaram ao talentoso armador Jrue Holiday, e a equipe também contratou o especialista em três pontos J.J. Redick, que não fica de fora dos playoffs há 13 anos. A última peça foi Zion, primeira escolha no Draft de 2019.

O ala-pivô trouxe a esperança de uma reconstrução rápida dos Pelicans, que sequer sentiram a perda de Anthony Davis durante a pré-temporada, quando Williamson teve médias de 23 pontos, seis rebotes e duas assistências. O desempenho impressionante, porém, atrapalhou a equipe, pois Zion não foi poupado para o início da temporada e sofreu uma lesão no joelho, que, durante quatro meses, o impediu de estrear.

Publicidade