Clique e assine a partir de 8,90/mês

Valdivia se irrita com declaração de diretor do Palmeiras

Meia chileno deu detalhes nas redes sociais sobre as negociações para sua renovação

Por Da Redação - 10 mar 2015, 15h58

O meia chileno Jorge Valdivia ainda nem estreou na temporada 2015 e é um dos principais assuntos no Palmeiras. Nesta terça-feira, o jogador, que ainda se recupera de lesão, usou as redes sociais para falar das chances de ter seu contrato renovado e demonstrou incômodo com uma declaração do diretor de futebol do clube, Alexandre Mattos.

Em entrevista para celebrar a marca de 100.000 sócios-torcedores, Mattos confirmou que as negociações com o chileno estão em andamento, mas não demonstrou pressa para resolver o assunto. “O Palmeiras quer focar no time e falar do Avanti, nossa grande contratação. O Valdivia, com tranquilidade e calma, vai ou não fazer parte do projeto. A preocupação é cuidar do time agora e dar tranquilidade ao torcedor.”

Leia também:

Palmeiras anuncia festa de despedida para Alex

Perguntado como ficaria o time se Valdivia deixasse o clube, Mattos deu uma declaração que desagradou o jogador. “O torcedor é apaixonado pelo Valdivia, mas é muito mais apaixonado pela camisa, pela tradição e pela equipe do Palmeiras. Ninguém é maior que a instituição.”

Continua após a publicidade

Logo após a entrevista, Valdivia postou no Twitter: “Jamais em sete anos de clube me posicionei acima do Palmeiras, senhor Mattos. E com toda sua experiência, é mais fácil me chamar para conversar.”

Desabafo de Valdivia no Twitter contra declarações de Alexandre Mattos
Desabafo de Valdivia no Twitter contra declarações de Alexandre Mattos VEJA

Antes, Valdivia já havia dado detalhes do andamento das negociações. “Ontem (segunda-feira) tinha reunião marcada para tratar o assunto renovação. Meu pai foi na hora dita, mas não conseguiu falar com ninguém e a reunião foi marcada para hoje”, disse o chileno, citando seu pai e empresário, Luis Valdivia.

O meia ainda disse estar irritado com os jornalistas que constantemente divulgam valores diferentes para o seu salário e deu a entender que não gostaria de firmar um contrato por produtividade. “Se for, só espero que não aconteça o que vivemos ano passado, sofrendo até o final porque tinha muitos jogadores com contrato de produtividade.”

Valdivia, de 31 anos, assegurou que não vai deixar o Palmeiras para jogar em outro clube brasileiro. “Tenho caráter sim e cumpro o que digo. Não poderia jogar em outra equipe no Brasil, e assim será. Só uso as cores do Palmeiras aqui. Mesmo indo embora no final do meu contrato, serei sempre agradecido pelo que o clube representa ainda na minha carreira.”

O jogador ainda lembrou de outros atletas que saíram por causa de desentendimentos com a diretoria e disse que vem sofrendo para voltar a jogar por causa dos sacrifícios que fez para salvar o time do rebaixamento no ano passado. “Não esqueçam, ‘cornetas’, que no final do ano passado tomei duas infiltrações para poder jogar. Não gosto de ‘boleirar’ e falar aquilo que fiz ou não, mas é bom sempre lembrar que por causa disso ainda estou sem jogar.”

Valdivia jurou amor ao time do Palmeiras e afirmou aos críticos que lesões vem sendo causadas devido aos seus sacrifícios em 2014
Valdivia jurou amor ao time do Palmeiras e afirmou aos críticos que lesões vem sendo causadas devido aos seus sacrifícios em 2014 VEJA

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade