Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Vaiado, Neymar marca gol e manda a torcida do PSG ficar em silêncio

O atacante brasileiro, ausente do clube francês em boa parte desta temporada, reagiu aos apupos de sua própria torcida

Por Da Redação - 4 dez 2019, 20h57

O clima de guerra estabelecido entre Neymar e a torcida do Paris Saint-Germain continua quente. Ainda no primeiro tempo, o brasileiro acertou um belo chute de esquerda, colocando a bola no fundo da rede do Nantes, adversário desta quarta em partida do Campeonato Francês. Na comemoração, o atacante, que estava sendo vaiado por parte das arquibancadas do Parque dos Príncipes, casa do PSG, provocou seus críticos colocando o dedo indicador na boca e pedindo silêncio. O gesto irritou a torcida, que aumentou as vaias enquanto o locutor do estádio gritava o nome do autor do gol. Para piorar a situação, o VAR enxergou falta no lance e anulou o tento.

Os torcedores do PSG ainda não perdoaram o camisa 10 pela tentativa frustrada de forçar uma negociação com o Barcelona na última janela de transferências. Para piorar, Neymar tem sido ausente também dentro de campo. Sua estreia nesta temporada aconteceu apenas em setembro, pois o brasileiro ainda se recuperava da lesão no tornozelo sofrida antes da disputa da Copa América. No retorno, contra o Strasbourg, também no Parque dos Príncipes, o coro das arquibancadas foi mais alto e muitos torcedores levaram faixas contra o jogador. Neymar aguentou calado e marcou, de bicicleta, o gol da vitória por 1 a 0, já nos acréscimos.

Quando a animosidade começou a diminuir, uma nova lesão com a camisa da seleção brasileira voltou a frustar os aficionados do clubes francês. Neymar sentiu dores musculares na parte posterior da coxa esquerda e ficou outros dois meses parado. A volta aconteceu no final de novembro, contra o Lille, novamente no estádio do PSG. O camisa 10 foi titular, mas não fez uma boa partida e acabou substituído, novamente sob vaias, pelo xodó francês Kylian Mbappé. O atacante havia atuado apenas mais uma vez antes do jogo contra o Nantes: foi contra o Real Madrid, fora de casa, pela Liga dos Campeões da Europa – onde novamente foi vaiado, desta vez pela torcida rival.

Neymar fez apenas oito jogos com a camisa do Paris Saint-Germain na temporada 2019/2020, sendo cinco em casa, e marcou cinco gols. Foi vaiado pela torcida em todos eles, mas ainda não havia reagido às provocações. Na partida desta quarta-feira contra o Nantes, o brasileiro marcou um gol que valeu, a cinco minutos do fim, cobrando pênalti, para decretar a vitória por 2 a 0. Desta vez, apenas comemorou abraçado com os companheiros Pablo Sarabia e Mauro Icardi.

Publicidade