Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Vagner Love salva nos acréscimos e Flamengo empata com a Ponte Preta

Por Da Redação 7 jun 2012, 00h07

Na primeira partida após a saída de Ronaldinho Gaúcho, o Flamengo não mostrou evolução, mas arrancou um empate por 2 a 2 com a Ponte Preta, nesta quarta-feira, em Campinas, pelo Campeonato Brasileiro. O atacante Vagner Love salvou os cariocas com um gol nos acréscimos. Renê Júnior e João Paulo fizeram os gols dos donos da casa enquanto que Renato Abreu marcou o outro gol dos visitantes. Com o resultado, as duas equipes seguem sem vencer na competição após três rodadas.

A Ponte Preta abriu o placar no primeiro lance de perigo, com Renê Júnior, aproveitando uma sequência de erros da zaga rubro-negra. Ainda na etapa inicial, o Flamengo empatou com Renato Abreu, em cobrança de falta. No segundo tempo, João Paulo colocou os campineiros a frente novamente após acertar belo chute de fora da área. Os cariocas conseguiram arrancar o empate final nos acréscimos, com Vagner Love.

Na próxima rodada, o Flamengo vai receber o Coritiba, no Engenhão, no sábado. Já a Ponte Preta vai até Florianópolis para enfrentar o Figueirense, no domingo.

O jogo – A partida comçou equilibrada em Campinas, com as duas equipes buscando o ataque. No entanto, os dois times erravam muito no meio e não permitia a criação dos lances de perigo. Sò que aos 15 minutos, a Ponte Preta chegou ao gol no seu primeiro chute. Léo Moura errou ao tentar cortar a bola, que sobrou para Roger. O atacante chutou, mas em cima da zaga. Magal foi tentar tirar o perigo e furou, deixando a bola para Renê Júnior dominar e tocar para a rede.

O revés não mudou o panorama do confronto e a Ponte Preta quase ampliou aos 19 minutos, com André Luís, mas o atacante finalizou em cima de Paulo Victor. Somente depois disso, o Flamengo melhorou em campo e conseguiu o empate aos 28. Renato Abreu cobrou falta, a bola desviou na barreira e enganou o goleiro Édson Bastos, que não teve a chance de tentar tirar o gol.

Continua após a publicidade

Depois da igualdade, o jogo voltou a ficar equilibrado, sendo disputado no meio. Assim como no início, as duas equipes voltaram a errar muito passaram a não criar bons lances no ataque. Em uma das poucas chegadas, o Flamengo teve um gol anulado de Léo Moura, que estava impedido. Com isso, o confronto foi para o intervalo com o empate no placar.

Na etapa final, a Ponte Preta voltou melhor e ficou novamente a frente na partida logo aos cinco minutos. Paulo Victor rebateu a bola para fora da área após falta, mas o lateral João Paulo pegou o rebote e acertou belo chute na rede rubro-negra.

O Flamengo acordou depois do revés e quase empatou aos oito minutos. Renato Abreu acertou chute forte e obrigou Édson Bastos a fazer grande defesa. Três minutos depois, mais uma vez Renato Abreu, desta vez cobrando falta, por pouco não colocou na rede da Ponte Preta.

Após os lances, os donos da casa equilibraram o confronto e passaram a aproveitar os espaços deixados pelos rubro-negros. Com isso, os paulistas quase ampliaram aos 16 minutos. Nikão arriscou de fora da área e Paulo Victor apareceu para espalmar para escanteio. Depois disso, o Flamengo passou a se preocupar mais com a marcação e viu a Ponte Preta voltar a ser melhor.

O panorama do confronto seguiu o mesmo até os 33 minutos, quando a Ponte Preta chegou com perigo mais uma vez. João recebeu na entrada da área e chutou para boa defesa de Paulo Victor. Somente a partir dai que o Flamengo conseguiu voltar ao ataque com certo perigo. Aos 41 minutos, após cobrança de escanteio, Wellinton cabeceou, mas Ferron estava bem posicionado para impedir o empate.

Nos minutos finais, o Flamengo tentou impor uma pressão e conseguiu o empate já nos acréscimos. Vagner Love aproveitou cruzamento de Bottinelli e deu números finais ao duelo em Campinas.

Continua após a publicidade
Publicidade