Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vadão volta a criticar arbitragem em empate sem gols do Guarani

O técnico Vadão não poupou críticas ao árbitro que apitou o empate sem gols entre Guarani e Boa Esporte, na última sexta-feira, e disparou contra a forma como o juiz conduziu o duelo. Para o comandante do Bugre, a postura defensiva de seu adversário prejudicou muito o rendimento de sua equipe, sendo que as duras faltas cometidas no meio-campo poderiam render inclusive uma expulsão ao clube mineiro.

Vadão condenou por diversas vezes a atuação do árbitro ao longo do jogo e não se conteve ao classificar a sua participação na partida como algo negativo. Para o treinador, o Guarani poderia ter saído com a vitória já no primeiro tempo se o juiz fosse mais criterioso em suas decisões e coibisse as seguidas faltas cometidas pelo adversário boveta.

‘Acho que o árbitro tem que apitar o jogo, só isso. Ele não foi bem no primeiro tempo e só prejudicou o Guarani, não o Boa. Se ele expulsa o lateral, não sei se ganharíamos, mas uma expulsão modifica a história do jogo. Reclamei bastante porque no primeiro tempo ele foi muito fraco e permitiu o antijogo o tempo inteiro’, destacou o técnico logo após o confronto.

Após a saída de peças importantes na campanha do Campeonato Paulista e os desfalques acumulados por lesões, Vadão ganhou problemas para armar o Bugre na Série B e ainda não conseguiu vencer. O comandante viu a sua equipe sair de campo com dois empates nos duelos com Paraná e Boa Esporte e procurou ressaltar os erros apresentados por seus jogadores em mais um confronto da competição nacional.

‘Não estou transferindo nenhuma responsabilidade para a arbitragem. Os erros não podem esconder nossos erros. Tivemos bons e maus momentos durante o jogo e estivemos perto tanto da vitória quanto da derrota’, encerrou.