Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Usain Bolt e Daniel Dias levam mais um Oscar do esporte

É o terceiro prêmio Laureus do atleta jamaicano e o segundo do brasileiro, condecorados na cerimônia realizada pela primeira vez no Rio de Janeiro

Dois prêmios a dois veteranos. Para Usain Bolt e Daniel Dias não foi novidade ouvir seus nomes anunciados como os melhores do esporte no Prêmio Laureus, entregue na noite desta segunda-feira no Rio de Janeiro. O jamaicano levou seu terceiro troféu, enquanto o brasileiro conquistou pela segunda vez aquele que é considerado o Oscar do esporte mundial. A edição de 2013 do Laureus (que premia os melhores de 2012) ainda tinha dois outros concorrentes brasileiros: Neymar disputava como Revelação (vencida por Andy Murray), e Alan Fonteles Oliveira, como Melhor Esportista com Deficiência.

Leia também:

Leia também: O glamour e a tecnologia na entrega do Laureus

O principal prêmio da noite foi para as mãos do jamaicano Usain Bolt, pela terceira vez vencedor da categoria Atleta do Ano. O homem mais rápido do mundo concorria com outros nomes igualmente poderosos, como Michael Phelps, Lionel Messi, Mo Farah, Sebastian Vettel e Bradley Wiggins. Sem poder comparecer à cerimônia, o atleta gravou uma mensagem em vídeo agradecendo a premiação. “Vencer mais uma vez o Laureus é um prazer imenso, ainda mais por superar esses competidores tão difíceis”, declarou, avaliando 2012 como “um ano difícil, apesar de todas as conquistas”. Medalhista olímpico de ouro nos 100m e nos 200m, ele confirmou presença nos Jogos do Rio. “Com certeza, estarei aqui. Vou começar a treinar aos poucos, para não me forçar muito e estar bem preparado em 2016. Estou esperando ansiosamente”, prometeu ele, que terá 30 anos. Entre as mulheres, o prêmio ficou com Jessica Ennis, a britânica considerada a atleta mais completa do mundo após conquistar a medalha de ouro olímpica no heptatlo em Londres.

O americano Michael Phelps, recordista de medalhas em Jogos Olímpicos (22 no total, 18 delas de ouro) que se aposentou depois dos Jogos de Londres, perdeu para Bolt mas foi homenageado com um prêmio especial, concedido por sua “realização excepcional” no esporte. “Sempre me surpreende. É um sonho tornado realidade”, disse, pouco depois de assistir a um clipe com suas principais conquistas. “Foi uma carreira incrível, e me pego pensando: ‘Acabou já?'”, completou, salientando que conseguiu vencer tudo o que desejou dentro das piscinas. “Mas ainda tenho muito a conquistar fora delas.” O nadador, que nunca ganhou um Laureus enquanto esteve em atividade, havia sido indicado pela quinta vez este ano.

Brasil – Daniel Dias foi escolhido pela segunda vez o Melhor Esportista com Deficiência, depois de faturar seis medalhas de ouro individuais na Paralimpíada de Londres – sua premiação anterior havia sido em 2009. Emocionado, agradeceu a Deus e à família, e se disse satisfeito por conseguir realizar seu maior sonho. “Eu queria fazer história no esporte olímpico e mundial em 2012 e, graças a Deus, consegui”, comemorou o ‘Phelps brasileiro’, que aos 24 anos prevê um futuro promissor: “Sei que tenho muito a dar ao esporte ainda”.

O Brasil já havia conquistado outros seis prêmios Laureus. Pelé foi o primeiro representante do país condecorado, em 2000, pelo conjunto da obra. Em 2002, Bob Burnquist venceu como Melhor Atleta de Ação. No ano seguinte, a Seleção Brasileira de Futebol ganhou como Melhor Equipe, e Ronaldo Fenômeno foi escolhido como Melhor Retorno. Em 2009, além de Daniel Dias, o ex-jogador Raí foi premiado no ano passado por sua contribuição ao esporte com benefício à comunidade – em função de seu trabalho na Fundação Gol de Letra.

Leia também:

Leia também: Cidade olímpica maltrata candidatos a medalhas em 2016

O evento, que foi realizado no Theatro Municipal do Rio, contou com a apresentação do ator americano Morgan Freeman – que se arriscou no português. “Obrigado. Boa noite a todos”, disse no início da cerimônia, pouco antes de revelar que, quando criança, sonhava em ser piloto de Stock Car. O primeiro troféu entregue foi ao Melhor Atleta de ação pelo multicampeão Michael Phelps. O vencedor foi o austríaco Felix Baumgartner, que quebrou a barreira do som num salto livre a partir da estratosfera, a 39 mil metros de altura, em outubro do ano passado. “Por que você fez isso com sua mãe?”, brincou Freeman, arrancando sorrisos da plateia.

Conheça a lista de vencedores do Oscar do esporte em cada categoria:

Melhor Atleta Masculino

Usain Bolt (Jamaica) Atletismo – ganhou medalhas de ouro olímpicas em Londres nos 100m, 200m e revezamento 4 x 100m

Melhor Atleta Feminino

Jessica Ennis (Grã-Bretanha) Atletismo – ganhou a medalha de ouro olímpica no heptatlo em Londres

Revelação

Andy Murray (Grã-Bretanha) Tênis – ganhou o primeiro Grand Slam no aberto dos EUA e medalha de ouro e prata

Maior Retorno

Felix Sanchez (República Dominicana) Atletismo – aos 34 anos, ganhou novamente a medalha de ouro nos 400m com barreira, oito anos depois de Atenas

Melhor Esportista com Deficiência

Daniel Dias (Brasil) Natação – ganhou seis medalhas de ouro paralímpicas em Londres, todas batendo recordes mundiais

Melhor Equipe

Equipe da Copa Ryder Europeia (Golfe) – derrotou os EUA em uma incrível virada em Medinah

Melhor Atleta de Ação

Felix Baumgartner (Paraquedista/Áustria) – quebrou a barreira do som num salto livre a partir da estratosfera, a 39 mil metros de altura