Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Uruguai e Argentina apresentarão candidatura para Copa de 2030

Por Da Redação 8 fev 2012, 15h04

Montevidéu, 8 fev (EFE).- Uruguai e Argentina apresentarão no próximo dia 25 de maio, no congresso da Fifa em Budapeste, a candidatura conjunta para organizar a Copa do Mundo de 2030, quando se completa um século do primeiro Mundial, que foi organizado e vencido pelos uruguaios, justamente contra os argentinos.

‘Temos o respaldo do Governo uruguaio, e ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, lhe pareceu muito boa a iniciativa’, destacou nesta quarta-feira à Agência Efe o presidente da Associação Uruguaia de Futebol (AUF), Sebastián Bauzá.

O diretor da AUF e autoridades da Associação do Futebol Argentino (AFA) se encontraram no fim de semana passado com Blatter, em Assunção, durante o congresso da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

Bauzá se reuniu na terça-feira com o presidente do Uruguai, José Mujica, e com o ministro de Turismo e Esporte, Héctor Lescano, que analisou o projeto.

Mujica ‘ofereceu o apoio do Governo’ e dispôs que a AUF e o Ministério do Turismo e Esporte elaborem um ‘plano de trabalho’ para ‘começar a ideia de avançar’, disse Bauzá.

O Uruguai designará uma comissão nacional e, além disso, outra binacional para trabalhos conjuntos com a Argentina.

Continua após a publicidade

‘Há muito por fazer, por planejar, por definir, e por isso é preciso trabalhar com bastante tempo de adiantamento’, acrescentou.

‘Por enquanto não há nenhum outro país que tenha apresentado seu interesse à Fifa para ser sede do Mundial de 2030 e temos a favor ter organizado a primeira Copa do Mundo’, destacou o presidente da AUF.

O diretor assinalou que em alguns anos o Uruguai deverá organizar um mundial de categorias juvenis ‘para mostrar à Fifa e ao mundo do futebol’ que pode fazê-lo bem.

Como parte de sua aspiração, o Uruguai ‘deve remodelar e modernizar’ o estádio Centenário e ‘construir três ou quatro estádios a mais, além de vários campos de treinamento e hotéis’, estimou Bauzá, que preferiu não arriscar sobre o montante dos investimentos requeridos ‘até que não se tenha um panorama mais claro’.

‘Devemos definir com a Argentina quais cidades de cada país poderiam ser sedes e a partir de então estudar as necessidades e investimentos’, assinalou Bauzá.

O estádio Centenário, de Montevidéu, foi sede da primeira Copa do Mundo em 1930 e, anos atrás, por esse motivo, foi designado como Monumento do Futebol Mundial pela Fifa.

Uruguai ganhou o título nesse Mundial e no do Brasil em 1950. Os celestes ficaram em quarto na Copa do Mundo da África do Sul em 2010 e ganharam a Copa América em julho do ano passado na Argentina somando seu 15º título continental. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade