Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

União Europeia abre investigação contra clubes espanhóis

Barcelona, Real Madrid e outros três clubes teriam recebido privilégios ilegais

A União Europeia abriu nesta quarta-feira uma investigação para determinar se Barcelona, Real Madrid e outros seis clubes espanhóis obtiveram vantagens injustas com ajudas públicas ilegais. A investigação pretende desvendar se os clubes têm contado com auxílio estatal para competir – de forma desigual – com outros times espanhóis e europeus. Joaquín Almunia, comissário europeu para concorrência na Europa, disse que os times devem funcionar sob sua própria gestão financeira e não viverem “às custas do contribuinte”. Além de Real e Barça, Valencia, Hércules, Elche, Athletic Bilbao e Osasuna estão na mira da UE.

Leia também:

Messi nega envolvimento com os amistosos sob suspeita

Pai de Messi é suspeito de ligação com o tráfico, diz jornal

A ajuda aos clubes ocorreria em casos como cessão de terrenos públicos para a construção de estádios e CTs e empréstimos de bancos estatais com juros camaradas. O governo espanhol, que sabia que o assunto seria investigado, garantiu que não há nenhuma ação ilegal. O ministro de Relações Exteriores da Espanha, José Manuel García-Margallo, afirmou que o governo vai lutar até o fim para defender as equipes espanholas. A investigação foi aberta num momento em que a Liga de Futebol Profissional (LFP) da Espanha sofre com dificuldades financeiras. Em nota, a entidade disse que apoia os “clubes e sociedades anônimas desportivas afiliadas à ela e aos investigados em particular.”

(Com Estadão Conteúdo)