Clique e assine a partir de 9,90/mês

UFC: viciado em trabalho, Dana White ‘foge’ de cirurgia

Presidente do UFC diz não conseguir encaixar sua agenda com a do médico

Por Da Redação - 24 out 2012, 08h45

Aos 43 anos, onze deles como presidente do UFC, Dana White é conhecido por não perder nenhuma noite de lutas de sua franquia – ele conta, orgulhoso, que já esteve em cerca de 180 combates. O primeiro evento de que White não participou aconteceu em 15 de maio, uma luta entre Korean Zombie e Dustin Poirier. Diante da surpresa geral com sua ausência, ele acabou revelando que sofre da Síndrome de Méniere, doença rara que afeta a audição e o equilíbrio do corpo. White afirmou que gostaria de ser operado rapidamente para poder manter seu incansável ritmo de trabalho, mas os médicos hesitavam em submeter o executivo ao procedimento, que oferece riscos. Quando esteve no Brasil para o UFC Rio, no começo de outubro, Dana White tinha anunciado que enfim faria a cirurgia. Nesta semana, porém, ele revelou que segue sem resolver seu problema de saúde – a cirurgia foi adiada porque, mais uma vez, Dana White não quer perder as noites de lutas (confira no quadro abaixo).

Leia também:

Leia também: Anderson Silva já admite superluta contra Jon Jones

“Não consegui encaixar minha agenda com a do médico”, disse ele ao site MMAFighting. Um dos principais motivos para o executivo, workaholic assumido, adiar a cirurgia é chegada do UFC a mais um país do mercado asiático: a China. O americano Rich Franklin enfrentará o vietnamita Cung Le no UFC Macau, em 10 de novembro. A franquia tentará ganhar mais mercado fora dos Estados Unidos e deve investir na busca de novos ídolos no país. Dana White também deve marcar presença na importante luta entre o canadense Georges Saint-Pierre e Carlos Condit, em 17 de novembro, que definirá o campeão absoluto da categoria meio-médio – com a lesão de GSP, Condit venceu Nick Diaz e ficou o título interino.

Leia também: Por que Anderson Silva não deveria enfrentar Jon Jones

Ele conseguiu: Sonnen enfrenta Jones pelo cinturão do UFC

Dana White já projeta ainda mais eventos no Brasil

Continua após a publicidade
Publicidade