Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

UFC pode definir adversário de Anderson Silva nesta quarta

Mark Muñoz e Chris Weidman se enfrentam e vencedor pode disputar o cinturão

Por Da Redação 11 jul 2012, 16h57

Depois da arrasadora vitória de Anderson Silva, neste sábado, contra Chael Sonnen, ficou no ar a dúvida de quem poderia vencer o campeão dos médios – invicto no UFC, com quinze vitórias. Uma aposta de desafiante do brasileiro pode surgir na noite desta quarta-feira, após a luta entre o filipino Mark Muñoz e o americano Chris Weidman. O combate, que acontece na Califórnia (Estados Unidos), não ganhou numeração do UFC nem será num fim de semana, mas pode definir o próximo adversário do brasileiro Anderson Silva.

Com doze vitórias e duas derrotas em seu cartel, Mark Muñoz pediu para lutar pelo título, depois de vencer Chris Leben, em 2011, mas desistiu, alegando, à época, ser muito amigo de Anderson Silva – os dois treinaram juntos. Mas agora Muñoz está convencido de que pode ser campeão e se vencer nesta noite deve desafiar o ex-companheiro de treino. Seu adversário, Chris Weidman, vem de uma série de oito vitórias consecutivas, quatro delas no UFC, mas tem poucas chances de se credenciar à disputa de título se vencer esta noite. O UFC desta quarta terá quatro brasileiros em combates. O primeiro a entrar no octógono é o pernambucano Raphael Assunção, que enfrenta o japonês Issei Tamura, na categoria galo. Na sequência, Marcelo Guimarães luta contra o americano Dan Stittgen, na categoria meio-médio, e depois Rafael Natal tenta tirar a invencibilidade do americano Andrew Craig. Único brasileiro no card principal, Rafael dos Anjos enfrenta o nigeriano Anthony Njokuani, entre os leves. A transmissão será exclusiva do Canal Combate, começando às 18h30.

Leia também:

Sem ‘clone’ de Anderson, quem é capaz de derrotar o campeão?

E Chael Sonnen – quem diria – fez bem a Anderson Silva…

Antes de Anderson x Sonnen, 9 grandes rivalidades das lutas

No auge da popularidade, o MMA vai dando adeus a suas lendas

‘Eu apanhei de Júnior Cigano. Mas quero minha revanche’

Infográfico UFC
Infográfico UFC VEJA
Continua após a publicidade
Publicidade