Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

UFC: os desafiantes que tentarão impedir a ‘luta do século’

Chris Weidman e Johny Hendricks prometem destronar Anderson Silva e GSP

Por Da Redação 21 mar 2013, 09h17

“Conversei com Chris Weidman e ele me disse que vai estragar minhas superlutas. Até pediu desculpas. E avisou que dará uma revanche a Anderson logo depois que derrotá-lo”, contou o presidente do UFC

O UFC gostaria de comemorar seu vigésimo aniversário, no fim deste ano, com uma festa de gala – de acordo com o presidente da franquia, Dana White, a intenção é promover uma superluta, de preferência entre Anderson Silva e Georges St-Pierre ou Jon Jones, no Madison Square Garden, em Nova York. A primeira barreira, o veto às noitadas de lutas na maior cidade americana, está próximo de cair – é muito provável que os eventos de MMA sejam autorizados em Nova York nos próximos meses. O obstáculo seguinte, a resistência dos astros à ideia de colocar seu prestígio em risco num combate desse tipo, também parece próximo de ser superado pelo UFC (tanto Anderson como GSP já deram sinais de que aceitariam um duelo). O encontro entre dois dos grandes ícones da história do MMA, porém, pode esbarrar em um problema que Dana White não esperava: a ascensão de dois desafiantes que prometem complicar a vida de Anderson e St-Pierre – e, por consequência, impedir que a superluta aconteça, pelo menos por enquanto. Chris Weidman vai encarar o Spider pelo cinturão dos médios e Johny Hendricks será o desafiante de GSP pelo título dos meio-médios. E eles avisam que é melhor o UFC fazer novos planos, pois acreditam ter tudo para acabar com os dois mais longos reinados da franquia (Anderson tem dez defesas de cinturão consecutivas; GSP soma nove).

Leia também:

UFC 162: ‘Missão dada é missão cumprida’, diz Anderson

Chris Weidman vai atropelar Anderson Silva, diz St-Pierre

Por que Anderson Silva é o ‘Jon Jones’ do canadense GSP

Anderson: ‘Meu sonho é uma superluta contra o St-Pierre’

Continua após a publicidade

Confira a entrevista exclusiva com Anderson Silva nos EUA

Hendricks teve confirmada sua chance de pegar GSP no último fim de semana, ao derrotar Carlos Condit em Montreal, a casa do campeão. Ele temia ter sofrido uma lesão na mão durante o combate, mas avisou na quarta que estará pronto para lutar no início do segundo semestre. Uma possível data é 31 de agosto, quando acontece o UFC 164 – cuja luta principal ainda não foi definida. Seja como for, é quase impossível que GSP lute mais de uma vez neste ano. O combate contra Hendricks, portanto, seria o único do canadense antes de 2014. Para complicar ainda mais os planos de Dana White, Hendricks aparece como o desafiante mais forte a cruzar o caminho de GSP em muitos anos. Muito forte na trocação, ele também é especialista em wrestling. Tem tudo, portanto, para neutralizar as principais armas do canadense. Algo semelhante acontece com Chris Weidman. Se Chael Sonnen mostrou que o supercampeão Anderson Silva pode ficar desconfortável com um especialista em wrestling, o americano pode ir além, já que, além de dominar esse tipo de luta, ainda é muito mais forte que Sonnen lutando em pé. “Conversei com Chris Weidman e ele me disse que vai estragar minhas superlutas. Até pediu desculpas. E avisou que dará uma revanche a Anderson logo depois que derrotá-lo”, contou o presidente do UFC. Se Weidman cumprir a promessa, Dana White pretende fazer com que a luta de fim de ano em Nova York seja justamente essa revanche. Falta só o americano descobrir como acabar com a série invicta do Spider no UFC.

https://youtube.com/watch?v=MRiRR8ec1hc%3Frel%3D0

https://youtube.com/watch?v=4ipJ9NhpwTw%3Frel%3D0

Kazushi Sakuraba x Família Gracie

A família Gracie é responsável pela criação do UFC, em 1993, e fez história, também, com suas participações no Pride. Mas um japonês ficou conhecido como o “caçador de Gracies”: Kazushi Sakuraba. Ele venceu nada menos que quatro integrantes da principal família do jiu-jitsu: Royler, Royce, Renzo e Ryan Gracie, sempre no Pride.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga Veja Esporte no Twitter

  • Dana White, o chefão do UFC
  • As ring girls no UFC São Paulo
  • UFC: a ring girl Arianny Celeste na praia, no Rio
  • UFC SP: o que você não viu na TV
  • UFC: Anderson Silva em fotos exclusivas para VEJA
  • UFC Rio 3: o que você não viu na TV
  • UFC Rio 3: por dentro do evento
  • Ronda Rousey, a nova musa do UFC
  • UFC: Anderson Silva x Chael Sonnen
  • No octógono com Júnior Cigano, campeão do UFC
Continua após a publicidade

Publicidade