Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UFC muda TUF para evitar duelo entre Anderson e Shogun

Ao contrário do que costuma ocorrer no reality show, técnicos da quarta edição não vão se enfrentar no fim do programa. Eles já foram companheiros de treino

Uma das principais atrações do reality show The Ultimate Fighter costuma ser a rivalidade entre os treinadores das duas equipes, culminando com um duelo no octógono no final do programa. Pela segunda vez consecutiva, porém, a versão brasileira do TUF não terá um confronto direto entre os técnicos. Na terceira edição nacional do programa, o esperado combate entre os inimigos Chael Sonnen e Wanderlei Silva jamais aconteceu – por causa de lesões e suspensões, os dois encrenqueiros do UFC já não fazem parte do torneio. Na quarta edição do TUF no Brasil, os técnicos também não subirão ao octógono, mas por motivos diferentes. Anderson Silva e Maurício Shogun são de categorias diferentes (peso-médio e meio-pesado, respectivamente) e já foram companheiros de treinos na década passada, em Curitiba. Com isso, a final do novo TUF Brasil deverá ter Anderson e Shogun duelando contra adversários diferentes. O primeiro TUF brasileiro, com Wanderlei e Vitor Belfort como técnicos, também não teve o confronto direto no final (Belfort se machucou).

Leia também:

UFC: Anderson Silva renova contrato por mais quinze lutas

Anderson volta ao UFC renovado – e mais humilde, garante

‘Anderson: ‘Eu não paro enquanto não pegar meu cinturão’

“Eu e o Anderson temos história, treinamos juntos há muito tempo, e participar desse programa ao lado dele, tendo a chance de mostrar como é o nosso esporte, é incrível”, disse Shogun ao site oficial do UFC. Sem o confronto entre os técnicos, a aposta para atrair o público é a gravação do programa em Las Vegas, a sede da franquia. Segundo o UFC e a Globo, que exibe o programa no país, isso vai possibilitar a realização de mais atividades fora da casa dos lutadores e permitirá que os futuros contratados conheçam a cidade, que é considerada a capital mundial das lutas. O programa deverá ser exibido a partir de abril do ano que vem. Antes disso, tanto Anderson como Shogun têm lutas marcadas. O Spider enfrenta Nick Diaz, também em Vegas, em 31 de janeiro. Shogun luta já no próximo dia 8, em Uberlândia. Seu adversário seria o britânico Jimi Manuwa, mas ele se machucou. O UFC anunciou na quarta-feira que o rival do brasileiro será Ovince Saint Preux, lutador americano que está em décimo lugar no ranking dos meio-pesados (Manuwa é o 11º).

Weidman x Belfort – Além de anunciar os técnicos do TUF Brasil 4 e de apontar um novo oponente para Shogun em Uberlândia, o UFC confirmou oficialmente na quarta que o duelo entre Chris Weidman e Vitor Belfort será a luta principal do UFC 184, em 28 de fevereiro de 2015, no ginásio Staples Center, em Las Vegas. O combate estava previsto para acontecer ainda neste ano, mas o campeão Weidman se machucou durante os treinos e o confronto valendo o cinturão dos médios passou para o ano que vem. De acordo com o presidente do UFC, Dana White, a franquia ainda não estava pronta para anunciar o evento, mas Belfort se antecipou e começou a divulgar a data e o local do UFC 184 por conta própria. O chefão da companhia publicou um vídeo no Instagram confirmando a noitada de lutas (e reclamando, de forma bem-humorada, do brasileiro). No mesmo card de Los Angeles, a campeã Ronda Rousey, invicta na carreira, enfrentará Cat Zingano, apontada como uma das poucas atletas capazes de ameaçar a estrela dos octógonos.

A video posted by Dana White (@danawhiteufc) on Oct 10, 2014 at 2:29pm PDT