Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

UFC em SP: clima já esquenta entre Vitor Belfort e Bisping

Brasileiro chama britânico de 'hooligan', que retribui criticando o físico do rival

Por Davi Correia 6 dez 2012, 07h50

UFC on FX, 19/1

CARD PRINCIPAL

Vitor Belfort x Michael Bisping

C.B. Dollaway x Daniel Sarafian

Ben Rothwell x Gabriel Napão

K. Nurmagomedov x Thiago Tavares

CARD PRELIMINAR

Godofredo Pepey x Miltinho Vieira

Andrew Craig x Ronny Markes

Nik Lentz x Diego Nunes

Justin Salas x Edson Barboza

George Roop x Iuri Marajó

Roger Hollett x Wagner Caldeirão

C.J. Keith x Massaranduba

Continua após a publicidade

O UFC abrirá sua agenda em 2013 com uma noite de lutas em São Paulo, em 19 de janeiro, com destaque para o duelo entre o brasileiro Vitor Belfort e o inglês Michael Bisping. Os dois lutadores passaram a manhã de quarta-feira em clima amigável, posando para as fotos de divulgação do evento em um monumento da cidade. Mas o clima começou a esquentar já na tarde de quarta. Belfort e Bisping participaram de um encontro com a imprensa, concedendo entrevistas separadamente. O brasileiro, sem saber que o termo é pejorativo na Inglaterra, chamou o rival de “hooligan”. Bisping não gostou e ironizou a idade de Belfort, começando a esquentar o clima para o confronto. Os ingressos para o UFC em São Paulo começam a ser vendidos nesta quinta-feira, no site da Tickets for Fun.

Conhecido pelas polêmicas antes e até durante suas lutas, Michael Bisping chegou a São Paulo tranquilo e bem humorado. O inglês, que mora e treina em Los Angeles, nos Estados Unidos, pensava bastante antes de responder as perguntas, medindo as palavras, e constantemente soltava longas e altas risadas. Na outra sala, Vitor Belfort chamou, mais de uma vez, seu rival de “hooligan”, termo que define os torcedores violentos do futebol inglês. “Vai ser Brasil contra Inglaterra. Vou mandar o hooligan de volta para Los Angeles, porque ele é um hooligan que mora em Los Angeles”, disse Belfort – que, na verdade, não queria provocar Bisping, pois achava que a palavra não seria tão pesada aos ouvidos do oponente. Ao saber da declaração feita pelo adversário, Michael Bisping se mostrou desapontado e irritado, mas ainda assim tentou se controlar em suas respostas.

Leia também:

Em 1998, Belfort lutou no primeiro UFC no país, em ginásio

Belfort perde a luta – mas ganha vaga na fila até Anderson

Jon Jones castiga Belfort e mantém seu cinturão no UFC 152

O dilema do UFC: respeitar o esporte ou priorizar o show?

“É sério que ele me chamou de hooligan? Ele não sabe o que está falando, mas tudo bem”, disse o britânico. Logo depois, o atleta falou sobre a derrota de Belfort para Jon Jones, no UFC 152, em setembro. “Isso vai fazer com que eu seja visto como vilão, mas lá vai: aquela foi uma típica luta do Vitor Belfort. Teve um primeiro round bom, mas caiu de rendimento. Não é desrespeito, mas é assim que eu enxergo. Ele vai trabalhar forte na preparação física depois que escutar sobre isso. Olho para os músculos de Belfort e só consigo pensar nas pernas finas dele”, alfinetou. Vitor Belfort também foi comunicado sobre as declarações do inglês e retrucou com uma de suas várias frases proverbiais. “Cavalo campeão de corrida tem pernas finas. É bom ele achar que eu canso rápido, isso me dá muita fome de vencer”.

O clima ficou mais leve quando o assunto foi futebol. Torcedor declarado do Manchester United, Michael Bisping disse que não acompanha muito o esporte, mas aposta que o Chelsea vencerá o Corinthians no Mundial de Clubes da Fifa, no Japão. “As pessoas aqui no Brasil conversam comigo e sempre perguntam sobre futebol, isso é incrível. Apesar de torcer pro Manchester, acredito que o Chelsea vença o Corinthians. Espero que isso não me torne vilão.” Seu rival Vitor Belfort não falou sobre o Mundial de Clubes, mas apoiou a vitória do novo presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, na eleição realizada no clube nesta semana. “Agora tem gente capacitada lá dentro. Podem anotar: o Flamengo vai virar uma empresa”.

Leia também:

Sem adversários nos médios, Anderson Silva planeja ano de shows

Depois da China, UFC prepara ida à Indonésia e retorno ao Japão

UFC abre as portas para as mulheres. Ronda Rousey é a primeira

Jon Jones planeja próximos passos da carreira (longe de Anderson)

Final do TUF deverá ser 2º evento do UFC no Brasil no ano que vem

Continua após a publicidade
Publicidade