Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

UFC: cinco desafios para os próximos 20 anos do torneio

Dana White já planeja os próximos passos do torneio, sempre pensando em fazer a companhia crescer ainda mais. E os projetos são bastante ambiciosos

Por Da Redação 15 nov 2013, 11h53

Criado pelos brasileiros da família Gracie, o UFC completou 20 anos na terça-feira, mas o evento comemorativo acontece só neste sábado, em Las Vegas. A luta principal será entre o campeão meio-médio Georges St-Pierre e seu mais forte desafiante em muitos anos, o americano Johny Hendricks. Como o card tem dois grandes vendedores de pay-per-view – o astro GSP e o falastrão Chael Sonnen, que encara Rashad Evans -, a noite será de lucros fartos para o UFC (todos os ingressos foram vendidos com antecedência). Mas se hoje Dana White tem motivos de sobra para comemorar o sucesso do torneio, no passado o presidente da franquia teve de encarar tempos de vacas magras – depois de passar por muitos apertos, chegou a cogitar até vender o UFC em 2005. Sabendo que é preciso manter o ritmo e continuar crescendo, o chefão do torneio sempre diz que não para de discutir novas ideias com os outros executivos da marca, principalmente no que se refere à exploração de novos mercados consumidores. Apesar do sucesso incontestável nos Estados Unidos, Canadá e Brasil, o UFC ainda tem desafios de sobra para seus próximos vinte anos. Portanto, que ninguém ache que Dana White estará satisfeito ao contar os lucros do UFC 167, neste fim de semana. Na cabeça do chefão, há empreitadas muito mais ambiciosas no caminho.

Leia também:

UFC: as 20 zebras mais chocantes dos 20 anos do torneio

Glover enfrentará Jon Jones em fevereiro, em Vegas ​

UFC: 20 melhores noitadas de lutas em 20 anos de torneio

Continua após a publicidade
Publicidade