Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

UFC: Anderson Silva é o ‘Jon Jones’ de Georges St-Pierre

Canadense se vê em desvantagem contra brasileiro, que é bem maior. Técnico já pede para o Spider baixar ainda mais seu peso se quiser fazer a superluta

Por Da Redação 20 nov 2012, 11h26

“Não gostaria que o St-Pierre mudasse seu peso. Seria melhor que o Anderson descesse de categoria”, disse o técnico do canadense

A possível superluta entre Anderson Silva e Georges St-Pierre (leia mais no quadro abaixo) já está mexendo com os bastidores do UFC. Na segunda-feira, Firas Zahabi, técnico do canadense, se pronunciou sobre o combate – e já foi avisando que não acha justo seu lutador subir alguns quilos e enfrentar o brasileiro em um peso combinado (um patamar intermediário entre os 77 quilos dos meio-médios, categoria de GSP, e os 84 quilos dos médios, do Spider). A equipe de St-Pierre não esconde a preocupação com o duelo, já que avalia que o brasileiro levará vantagem pelo seu tamanho: 1,87 metro, sete centímetros a mais que o 1,80 do canadense. Curiosamente, é a mesma preocupação que o staff de Anderson em relação à possível superluta contra Jon Jones, campeão dos meio-pesados.

Leia também:

St-Pierre dá um show em casa e Anderson Silva o aplaude

Ao vencer, St-Pierre tenta abafar expectativa sobre superluta

Continua após a publicidade

Por que Anderson Silva não deveria enfrentar Jon Jones

“Não gostaria que o St-Pierre mudasse seu peso. Seria melhor que o Anderson descesse de categoria. Não sei se o Anderson consegue chegar perto dos 77 quilos. Mas o St-Pierre precisaria de um bom tempo para ganhar o peso extra, e poderia não conseguir voltar ao original”, disse o técnico ao programa de TV MMA Hour. O treinador também comentou sobre a reposição, quando os lutadores ganham peso depois da pesagem. “Georges St-Pierre estará com 91 quilos no dia da luta, não acho isso justo. Ele tem que lutar contra os adversários da sua categoria, isso sim seria uma luta justa. Se o Anderson ganhasse muito peso depois da pesagem, ele estaria desgastado por esse processo todo, e o combate acabaria sendo mais igual.” O próprio St-Pierre manifestou sua preocupação com a possibilidade de ter de mudar seu peso para a luta. “Não consigo variar tanto assim, meu corpo não é capaz de mudar tanto quanto o de Anderson”, explicou ele depois da vitória sobre Carlos Condit (na galeria acima, fotos do combate).

Leia também:

‘Meu sonho é uma superluta contra St-Pierre’, diz Anderson

Sem adversários nos médios, Spider planeja ano de shows

Depois da China, o UFC vai à Indonésia e retorna ao Japão

Continua após a publicidade

Publicidade