Clique e assine com até 92% de desconto

UFC 245: Amanda Nunes mantém cinturão; Aldo perde na estreia pelos galos

Lutadora baiana superou a holandesa Germaine de Randamie em Las Vegas e se manteve como a rainha do MMA mundial

Por Da Redação Atualizado em 15 dez 2019, 23h28 - Publicado em 15 dez 2019, 17h25

O UFC 245, na madrugada deste domingo 15, em Las Vegas, nos Estados Unidos, registrou mais uma vitória da brasileira Amanda Nunes, a melhor lutadora de MMA do mundo. A atleta baiana de 31 anos superou a holandesa Germaine de Randamie por decisão unânime dos juízes (49-44 e 49-46 e 49-45) e manteve pela quinta vez o cinturão peso-galo feminino.

Amanda, que também é a detentora do cinturão peso-pena, chegou à marca de dez vitórias seguidas no UFC e superou a marca de seis triunfos seguidos em disputas de cinturão que pertencia a americana Ronda Rousey – ex-rainha do UFC, que foi derrotada pela própria Amanda, de forma impiedosa, em 2016.

  • José Aldo perde na estreia do peso-galo

    Em outro bom duelo do card principal, o brasileiro José Aldo foi derrotado pelo compatriota Marlon Morais em sua primeira experiência ao baixar de categoria, a dos galo (até 62 quilos). O revés por decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29 e 29-28) provocou vaias torcedores presentes e revoltou o ex-campeão dos penas, que deixou o octógono chorando. Desde que perdeu o cinturão dos penas para Conor McGregor em 2015, Aldo, de 33 anos, acumula três vitórias e quatro derrotas no UFC.

    No card preliminar, Ketlen Vieira e Viviane Araújo foram derrotadas e se distanciaram das disputas de cinturão de suas categorias. A primeira foi nocauteada pela mexicana Irene Aldana, e Viviane Araújo perdeu para a americana Jessica Eye por decisão unânime (triplo 29-28).

    Falastrão é derrotado na luta principal

    Na luta principal da noite, o nigeriano Kamaru Usman manteve o cinturão dos meio-médios ao nocautear o americano Colby Covington com uma incrível sequência de socos no último minuto do quinto round. O duelo foi eleito a “Luta da Noite” do UFC 245 e, tanto Usman quanto Covington, levaram para casa o bônus de 50.000 dólares (cerca de 205.000 reais).

    Em seu discurso de vitória, Usman dedicou a vitória “ao Brasil e a todo o mundo”, em alusão às constantes ofensas de Covington. Em 2017, depois de vencer Demian Maia em São Paulo, Covington respondeu às vaias da torcida dizendo estar num “chiqueiro” e chamou os brasileiros de “animais imundos”. Ele também se notabilizou por declarações racistas. 

    Resultados do UFC 245 – Las Vegas, EUA

    Card principal:

    Kamaru Usman venceu Colby Covington por nocaute técnico

    Alexander Volkanovski venceu Max Holloway por decisão unânime (48-47, 48-47 e 50-45)

    Amanda Nunes venceu Germaine de Randamie por decisão unânime (49-44, 49-46 e 49-45)

    Continua após a publicidade

    Marlon Moraes venceu José Aldo por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

    Petr Yan venceu Urijah Faber por nocaute

    Card preliminar

    Geoff Neal venceu Mike Perry por nocaute técnico

    Irene Aldana venceu Ketlen Vieira por nocaute

    Omari Akhmedov venceu Ian Heinisch por decisão unânime (triplo 29-28)

    Matt Brown venceu Ben Saunders por nocaute

    Chase Hooper venceu Daniel Teymur por nocaute técnico

    Brandon Moreno venceu Kai-Kara France por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)

    Jessica Eye venceu Vivi Araújo por decisão unânime (triplo 29-28)

    Punahele Soriano venceu Oskar Piechota por nocaute

    Continua após a publicidade
    Publicidade