Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Uefa pode punir Inter de Milão por atos racistas de torcedores

Ofensas feitas pela torcida para o atacante Adebayor, do Tottenham, são objeto de processo disciplinar

Por Da Redação 18 mar 2013, 17h13

A Uefa anunciou nesta segunda-feira que abriu um processo disciplinar contra a Inter de Milão por causa de insultos racistas dos torcedores ao atacante togolês Emmanuel Adebayor, do Tottenham, durante jogo entyre as duas equipes na quinta-feira, na Itália, pela Liga Europa. O jogador africano marcou o gol, na prorrogação, que classificou a equipe inglesa para as quartas de final da competição – a Inter venceu por 4 a 1, mas, como havia perdido por 3 a 0 em Londres, no jogo de ida, acabou eliminada pelo critério dos gols marcados fora de casa. Se confirmada a punição, não será novidade: no começo deste mês, o clube foi multado em 50 mil euros por ofensas racistas de torcedores ao atacante Mario Balotelli, do Milan, em jogo entre as duas equipes pelo Campeonato Italiano.

Relembre: Inter de Milão é punida por ofensas racistas de torcedores a Balotelli

Além dos cantos racistas, a Uefa acusa a Inter de “organização insuficiente” para o jogo disputado no Estádio San Siro, em Milão, e “pelo lançamento de projéteis e/ou fogos de artifício”. A comissão de controle e disciplina da entidade prometeu julgar o caso no próximo dia 19 de abril. Desta forma, a Inter se torna mais um clube italiano investigado pela entidade que controla o futebol europeu durante a Liga Europa. Anteriormente, a Lazio foi condenada a disputar duas partidas com os portões fechados como mandante depois de seus torcedores protagonizarem atos racistas, também em uma partida contra o Tottenham.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade