Triunfo em Abu Dhabi deixa Hamilton a 7 vitórias de recorde de Schumacher

O piloto da Mercedes venceu sua 84ª corrida na Fórmula 1 e pode bater a marca de triunfos do alemão na próxima temporada

Por Da Redação - Atualizado em 2 dez 2019, 15h45 - Publicado em 2 dez 2019, 15h32

O hexacampeão Lewis Hamilton dominou o Grande Prêmio de Abu Dhabi no domingo, 1º, e venceu a última corrida do ano de ponta a ponta. O britânico de 34 anos chegou ao 11º triunfo na atual temporada da Fórmula 1 e o 84º da carreira, que lhe credita a bater o recorde de 91 vitórias de Michael Schumacher, maior vencedor da categoria.

“Eu estou orgulhoso e muito grato a esta equipe, muito obrigado a todos aqui e em casa. Esse carro é uma obra de arte”, disse o Hamilton, mantendo seu discurso de gratidão à Mercedes.

Heptacampeão, Schumacher também terá o posto de maior campeão da história da Fórmula 1 ameaçado. Hamilton, seis vezes campeão, pode igualar a marca já na próxima temporada, a última de seu atual contrato com a Mercedes. O britânico, inclusive, atrai o interesse da Ferrari para 2021, quando poderá ter a oportunidade de superar Schumacher.

“Saber que ele está disponível para 2021 nos deixa felizes, mas é muito cedo para tomar qualquer decisão. Estamos felizes com os pilotos que temos no momento. Certamente, em um momento da próxima temporada, começaremos a discutir o que fazer”, disse Mattia Binotto, chefe da Ferrari, ao site Autosport.

Publicidade

Lewis Hamilton brincou com “o primeiro elogio da Ferrari em 13 anos”. Segundo o jornal italiano Gazetta Dello Sport, o britânico se reuniu com a equipe da Itália. “Não vejo nenhum mal em pensar no futuro. Sei que Toto Wolff (diretor da Mercedes) está avaliando suas opções. Temos de esperar. Me encanta saber onde estou e não será uma decisão rápida. É sábio da minha parte sentar e pensar no que realmente quero para a última etapa da minha carreira”, declarou o piloto, após vitória em Abu Dhabi.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade