Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Traumatizado, São Paulo adota cautela na escolha do novo lateral direito

Por Da Redação 8 fev 2012, 07h40

Reasco, Maurinho, Joílson, Éder Sciola, Jancarlos, Wagner Diniz, Nelson Saavedra, Adrián Gonzalez, Cicinho (2010), Ilsinho (2010) e Edson Ratinho. Estão listados, em sequência, vários laterais direitos contratados pelo São Paulo nos últimos anos e que não deram certo no Morumbi. O paraguaio Ivan Piris chegou em 2011 e se tornou titular absoluto da posição, mas ainda existe uma lacuna no banco de reservas.

A contratura muscular sofrida pelo camisa 2 na partida contra a Ponte Preta reabriu a discussão sobre a necessidade de um suplente, já que Leão será obrigado a improvisar o zagueiro João Filipe na posição diante do Comercial, na próxima quinta-feira.

Emerson Leão faz questão da contratação de um lateral direito e sempre que pode deixa claro que o time está próximo desse reforço: ‘O novo lateral está encaminhado, mas não posso falar mais’. A nacionalidade, a idade, a trajetória e o nome do novo lateral direito do São Paulo ainda são desconhecidos.

Reforçando o discurso de Leão, o vice-presidente de futebol do Tricolor, João Paulo de Jesus Lopes, planeja contar com o novo reserva de Piris em no máximo 15 dias. Também sem revelar nomes ou dicas – o que é ‘coisa de programa de auditório’ – o dirigente confirma a proximidade do acordo.

‘Estamos trabalhando atrás de alguns nomes, tem um que está mais próximo e realmente é na lateral direita. Isso não significa que será reserva ou titular, é para disputar posição. O prazo é de 15 dias, porque de fato é uma carência do nosso elenco’, afirmou Jesus Lopes no CT da Barra Funda.

O histórico de fracassos com jogadores do setor não incomoda o dirigente, pois foram feitos esforços para contratar e se todos os já citados camisas 2 não deram certo a culpa não é do São Paulo: ‘Trouxemos os melhores dos Campeonatos Brasileiros. Primeiro Joílson, depois o Wagner Diniz. Ainda veio o Adrián Gonzalez, que era destaque do San Lorenzo e está bem outra vez no Arsenal, da Argentina. Isso ainda com o Cicinho, que não voltou bem, o Ilsinho, que já não era o mesmo de quando nós vendemos. Acertamos com o Piris e espero que possamos acertar com esse novo reforço’.

Continua após a publicidade
Publicidade