Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Transferências movimentaram US$ 3 bilhões em 2011

Por Da Redação 1 mar 2012, 12h45

As transferências internacionais de jogadores movimentaram 3 bilhões de dólares em 2011 (cerca de 5,3 bilhões de reais). A conta foi feita pela Fifa, que divulgou nesta quinta-feira o relatório do seu novo sistema de controle destas negociações. De acordo com a entidade, ela aprovou 11.500 transferências internacionais no ano passado, sendo 1.500 delas envolvendo atletas brasileiros, como a volta de Ronaldinho Gaúcho para o Brasil, depois de três temporadas no Milan.

O novo sistema foi implementado em 2011 para evitar corrupção e lavagem de dinheiro. A Fifa agora exige que os clubes que compram e vendem atletas coloquem a mesma informação no sistema, incluindo itinerário de pagamentos, antes de autorizar a transferência.

A chefe do programa da Fifa, Isabelle Solal, disse que a informação é especialmente útil para a Uefa, que quer que os clubes saldem suas dívidas para poder ingressar nos seus torneios continentais. “Parte da informação que repassamos à Uefa é sobre os pagamentos, e se recebemos a confirmação dos pagamentos”, disse Solal.

A investigação da Fifa revelou que o valor médio das transferências internacionais é 1,5 milhões de dólares (cerca de 2,7 milhões de reais) e que o salário médio de um jogador, em uma mostra de 10 países, é de 244.000 dólares anuais (440.000 reais por ano, quase 37.000 reais por mês). Depois dos brasileiros, os argentinos e os franceses foram os mais requisitados para as transferências.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade